Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9.9973-5413
Tráfico

PM é preso com 285 quilos de drogas em lanchonete

Outras seis pessoas foram presas junto com o agente, que está em período probatório

10 janeiro 2017 - 12h23Por Fonte: midiamax
Na noite desta segunda-feira (9), um Policial Militar, de 21 anos, foi preso em flagrante com 285 quilos de droga em uma lanchonete, no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Ele estava na companhia de mais três pessoas.

A operação foi desenvolvida por policiais do Batalhão de Choque. Por volta das 23h, um Policial Militar, de folga, suspeitou de um grupo que estava com comportamento estranho em uma lanchonete no bairro Aero Rancho e acionou uma equipe do Batalhão de Choque.

No local, estavam dois veículos, sendo um estacionado na contramão e quatro pessoas ocupavam uma mesa, sendo dois homens e duas mulheres, entre elas o Policial Militar que portava uma pistola da carga da PM/MS. Na bolsa de uma das mulheres foram encontrados três tabletes de droga, sendo 2 kg de pasta base e 1 kg de cocaína.

Ao serem questionados sobre a origem da droga, as mulheres afirmaram terem buscado na cidade de Ponta Porã junto do militar e de outro homem do grupo. Na residência indicada pelo grupo, os policiais encontraram 234 quilos de maconha e mais quatro quilos de cocaína, escondidos no forro da cozinha e do banheiro.

Ainda na residência foram localizados dois veículos um Volkswagen Fox e Fiat Uno pertencentes a um dos membros da quadrilha, de 27 anos. Todos foram levados para a delegacia de polícia e autuados por tráfico de drogas. O Policial Militar está em estágio probatório e deverá passar por um processo administrativo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
STF nega recurso de Maluf para recorrer de condenação em liberdade
O placar da votação foi de 6 votos a 5 contra o recurso
JUSTIÇA
Mais um recurso de José Dirceu é negado na segunda instância
Com a negativa, abre-se caminho para que seja decretada a prisão
FRONTEIRA
Senad encontra depósito de maconha perto da fronteira com MS
MAIS RIGOROSA
Pena será maior para motorista bêbado que matar em acidente