Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020

Polícia Civil desativa mais uma ‘boca de fumo’ em Ponta Porã

Polícia Civil desativa mais uma ‘boca de fumo’ em Ponta Porã

18 novembro 2011 - 13h20
Mercosulnews

Investigadores do 1º Distrito Policial desativaram na manhã desta quinta-feira (17) mais um ponto de venda de drogas que vinha funcionando em Ponta Porã, prendeu um traficante e apreendeu 95 quilos de maconha que estavam armazenados na residência, localizada à Rua Gicela Van Gyssel Brusamarello, no Residencial Ponta Porã II.

A ação foi realizada a partir de informações do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil. Na ‘boca’ foi preso o traficante Luis Carlos Resende, que mantinha a droga armazenada em sua residência. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto por tráfico de entorpecentes.

As investigações tiveram início durante a ‘Operação Shut up’ (cala a boca), desencadeada pela Polícia Civil entre 10 de setembro e 10 de outubro deste ano, para identificar, localizar e fechar várias ‘bocas de fumo’ na cidade. Na primeira investida foram fechadas três pontos de venda de drogas, presos oito traficantes e apreendidos mais de 120 quilos de maconha e vários papelotes de ‘crack’.

O traficante preso ontem foi apontado no decorrer da operação como um possível ‘armazenador’ de drogas, e agia com um detento que cumpre pena no regime semi-aberto. Após um breve período de investigação, os policiais civis decidiram abordar Luis Carlos Resende, em razão da suspeita de que ele iria se desfazer da droga.

O elemento foi autuado em flagrante no 1° DP de Ponta Porã e encaminhado ao presídio, enquanto os policiais do SIG permanecem com as investigações visando a qualificação e localização do possível comparsa do preso, cujo nome não foi divulgado para não atrapalhar o andamento das investigações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Polícia Militar prende jovem e liberta família que era mantida em cárcere privado numa chácara
PANDEMIA
MS registra 638 novos casos de coronavírus em 24 horas
ECONOMIA
Ipea: renda dos mais pobres foi 32% maior que a habitual em agosto
Auxílio emergencial compensou parte das perdas dos meses anteriores
ESTADO
Consumidor sul-mato-grossense tem nova chance com 8º sorteio do Nota MS Premiada