Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

Polícia já identificou acusado de atropelar e matar ambulante em Ponta Porã

Polícia já identificou acusado de atropelar e matar ambulante em Ponta Porã

14 outubro 2011 - 13h30
Mercosulnews


A Polícia Civil de Ponta Porã já identificou o motorista que na madrugada desta quarta-feira (12), por volta das 4h30min, atropelou e matou o vendedor de pipocas Carlos Mendes, de 69 anos, conhecido na cidade como ‘Tio Carlos’. O acidente ocorreu na Rua Comandante Lincoln Paiva, em frente à cabeceira da pista do Aeroporto Internacional. O causador do acidente fugiu sem prestar socorro à vítima.

O autor do atropelamento, segundo confirmou ontem o delegado Odorico Mendonça Mesquita, do 1º Distrito Policial, “é um funcionário da prefeitura, que já está identificado e deve se apresentar nesta sexta-feira aqui no 1º DP, e se ele não se apresentar, vai receber intimação”, afirmou. Desde o registro do lamentável acidente, policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais) estavam em busca de pistas.

Uma delas e talvez a mais importante para a identificação do acusado, foi a placa do veículo que o servidor dirigia, que pertenceria a outra pessoa, e que foi anotada por uma testemunha e repassada à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, que atenderam a ocorrência. O servidor municipal seria lotado na Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos como assessor da Procuradoria Geral do Município (PGM).

O servidor municipal, cujo nome não divulgado pela polícia, deverá ser indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) ou mesmo por homicídio doloso (dolo eventual, por que assumiu o risco de matar ao extrapolar na velocidade), além de omissão de socorro, já que fugiu do local do crime. Este agravante, segundo a autoridade, pode lhe acrescentar 1/3 na pena, em caso de condenação.


DOIS CARROS

A possível apresentação do servidor público envolvido no acidente poderá contribuir para a Polícia Civil esclarecer versões que chegaram ontem ao conhecimento da Imprensa, de que o acusado teria sido visto em companhia dos filhos de duas importantes autoridades políticas da cidade em um evento artístico no parque de exposições, consumindo bebidas alcoólicas.

A polícia também quer esclarecer informações de que dois veículos teriam se envolvido simultaneamente no acidente. No primeiro carro, possivelmente um VW/Fox, estariam o servidor e um passageiro. Ele teria sido o primeiro a atingir Carlos Mendes, que foi arremessado na pista. No segundo veículo, aparentemente um Ford/Fusion, que teve as placas anotadas, estariam os filhos de autoridades locais.

Há versão de que logo após atingir o ambulante, o motorista do primeiro carro teria parado duas quadras à frente e ligado para uma autoridade do município, desesperado, informando que havia atropelado alguém. Nisso, teria surgido o segundo veículo, que teria passado por cima da vítima na pista. Em seguida os envolvidos evadiram-se do local para escapar do flagrante.

Ontem à tarde a polícia tentava localizar o veículo (ou veículos) envolvido no acidente. O delegado reconhece que detalhes do acidente que vitimou Carlos Mendes só devem ser conhecidos após a apresentação do acusado (ou acusados), o que deve ocorrer nesta sexta-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALEMS
Deputado Neno Razuk solicita melhorias em trecho da MS-485
PROSSEGUIR
Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios
JUSTIÇA
Marco Aurélio votará por permitir depoimento por escrito de Bolsonaro
SAÚDE
Rastrear pode auxiliar na redução da taxa de contágio por coronavírus