11/09/2017 18h22

Policial acusado de desviar peças do pátio de delegacia é demitido

 
 

O investigador da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Brenno da Silva Medeiros, 41 anos, foi demitido da função nesta segunda-feira (11). A demissão foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado), e não há detalhes sobre o que a teria motivado.

No entanto, o policial responde pelo crime de peculato, acusado de desviar peças de veículo do pátio da delegacia onde trabalhava na época.

Conforme a publicação no DOE, o policial foi demitido por ter infringido os dispostos nos artigos 155 e 156, da Lei Complementar nº 114, de 19 de dezembro de 2005, que correspondem aos deveres dos policiais. Não há detalhes específicos sobre o que levou à demissão.

Mas, de acordo com processo que consta no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o policial é acusado de autorizar o sobrinho a retirar peças de um veículo VW Saveiro, que estava no pátio da Defurv ( Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), afim de quitar uma dívida de R$ 600. O crime teria sido nos meses de novembro e dezembro de 2015.

Wiber Brunno Santana da Silva, 25 anos, teria retirado as quatro rodas, quatro alto-falantes e três baterias do veículo. O crime chegou à polícia por meio de uma denúncia anônima e passou a ser investigado como peculato.

O processo sobre o caso ainda não foi a julgamento e segue em trâmite pela 2ª Vara Criminal. Pelo que consta nos autos, o policial nega as acusações.

campograndenews

Anuncie | Contato | Expediente | Política de Privacidade

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. Copyright 2011 © Conesul News - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet