Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021

Ponta Porã vence o Comercial pelo sub 18 no estádio Aral Moreira

04 junho 2012 - 08h43
Redação - Tião Prado

Na manhã de domingo (3), o Ponta Porã Sociedade Esportiva recebeu o Comercial de Campo Grande em mais uma rodada do Campeonato Estadual de futebol sub 18. O Ponta Porã começou bem e logo aos 30 segundos de jogo já havia perdido a primeira chance clara de gol quando o centro avante Edson ficou na cara do gol e perdeu.

Com uma nova estratégia de jogo e com algumas alterações, o onze fronteiriço soube aproveitar os contra ataques e 15 minutos do primeiro tempo, o jogador Richard que até então jogava de lateral esquerdo e foi deslocado para o ataque, aproveitou um a sobra de bola e abriu o marcador para o Ponta Porã.

No segundo tempo, o Ponta Porã voltou a campo com a determinação e boa marcação que até agora não havia sido visto pela equipe, sendo que aos 5 minutos, e novamente aos 25, Richard fez a alegria do torcedor presente ao Aral Moreira com mais dois gols e dando um novo ânimo a equipe.
Mas, aos 33 minutos, em uma falha de marcação da ala esquerda do Ponta Porã, a bola é lançada para área do time fronteiriço e Marreco não perdoa e faz o primeiro do colorado da capital de cabeça.

O árbitro da partida Augusto Cesar Marques, foi bem nas suas marcações com raros erros que não comprometeram o resultado, distribuiu 6 cartões amarelos para o Ponta Porã e expulsou Marreco, Murilo e o técnico Beto Rezek do Comercial por reclamações.

O Ponta Porã foi a campo com Clauber no gol, Léo Klayton, Denilson, Cristian, Fillipi, Héctor, Carlito, Alisson, Richard e Edson, tinha na suplência Rafael, Jorlando, Morel, Paulo, Wilson, Willian e Juliano. O técnico é Ademar Dorneles.

O Comercial foi a campo Jhonattan, Winny, Marcos, Renan, Lucas, Murilo, Richard, Fausto, Renan, Marreco, Willian, tinha na suplência, Denis, Renanzinho, Caio, Igor, Rafael, Wilker e Ismael, sendo comandados pelo técnico Carlos Alberto Rezek, o Beto Rezek.

A arbitragem esteve a cargo de Augusto Cesar Marques, auxiliado por Cleberson Pereira e Kleiton Diniz da Silva e o quarto árbitro, Wescley Marques.

A nota lamentável do jogo foi a expulsão do jogador Marreco do Comercial por racismo. Ele chamou o árbitro principal de “macaco”. Segundo o representante da federação que estava presente no jogo, o fato foi lavrado em súmula e só não foi levado a delegacia por se tratar de menor de idade.

No outro jogo da chave, aos 47 minutos da segunda etapa, o meio campo Rodrigo, capitão do time, acertou um belo chute de fora da área e fez o único gol do jogo entre Corumbaense e Aquidauanense.


Deixe seu Comentário

Leia Também

TACURU
Veículo com mais de 200 quilos de maconha que seguia para Mundo Novo foi apreendido pelo DOF
ESTADO
Governo de MS amplia ações em saúde voltadas para população LGBT
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é autuado por desmatamento ilegal de vegetação nativa em sua propriedade
INTERNACIONAL
Biden anuncia retorno dos EUA ao Acordo de Paris