Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020

Preço da arroba do boi gordo atinge R$135

02 fevereiro 2016 - 11h30Por Capital News
Mato Grosso do Sul registrou uma média de R$ 135,39 o preço do boi gordo no mês de janeiro de 2016, uma queda de 1% em relação ao mesmo período de 2015, quando a arroba registrou uma média de R$ 136.80.

Segundo a Federação de Agricultura e Pecuária de MS através do Departamento de Economia, relatou que uma das justificativas para os preços deste anos estarem abaixo do nível de 2015 é a diminuição do consumo interno devido o atual momento econômico do País.

Já em comparação a média de dezembro de 2015, onde o preço do boi gordo foi de R$ 132,28 a média, janeiro supera em 2,3%.

Na avaliação da gestora do Departamento de Economia do Sistema Famasul, Adriana Mascarenhas, os preços do setor apresentem uma ligeira recuperação no curtíssimo prazo. "A coincidência de termos agora em fevereiro, um feriado prolongado com o início do mês, período em que geralmente as pessoas recebem o salário, elevam as compras de carne bovina. Como a crise deve se manter ao longo do ano, a manutenção do preço se dará pela oferta. Considerando que o mercado internacional deve aumentar as negociações, o prognóstico é positivo".

A estimativa positiva das exportações é justificada pela perspectiva da alta do dólar no decorrer de 2016. Além do câmbio, os anúncios da reabertura do mercado para a China e para a Arábia Saudita e o acordo firmado com os Estados Unidos vem animando o setor.

###Vaca Gorda

A cotação da vaca gorda em janeiro de 2016 anotou média de R$ 129,82 a arroba, com alta de 1,8% frente dezembro de 2015, quando o preço era de R$ 127,51, no entanto, em relação ao mesmo intervalo de 2015, quando a fêmea era vendida a R$ 127,93, o aumento verificado foi de 1,5%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
ECONOMIA
Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
INTERNACIONAL
Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher
BRASIL
68% das indústrias estão com dificuldades para obter insumos no Brasil, mostra pesquisa da CNI