Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Prefeitura faz limpeza de área próxima ao Residencial dos Servidores

Prefeitura faz limpeza de área próxima ao Residencial dos Servidores

08 fevereiro 2012 - 09h23
Divulgação (TP)

O acúmulo de lixo despejado irregularmente por alguns moradores da cidade está causando transtornos para os moradores do Conjunto Habitacional dos Servidores Públicos, inaugurado recentemente pela Prefeitura.

Um grupo de pessoas está jogando lixo no local, principalmente atrás das casas. Para resolver o problema, uma equipe da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura esteve no fim de semana efetuando o serviço de limpeza do local.

Foi constatado que, infelizmente, várias pessoas de outras regiões da cidade, levam para o local todo tipo de lixo: garrafas, móveis inutilizados, animais mortos, restos de materiais de construção. Aliás, a maior parte do lixo é composta por restos de construções.

Para acabar com o problema no local, a Prefeitura tomou algumas providências: depois de providenciar a limpeza, vai isolar a área de forma a impedir o acesso de caminhões, camionetes e carroças. Também está solicitando a colaboração dos moradores e comerciantes estabelecidos nas proximidades para denunciar as irregularidades.

O secretário de Obras e Infraestrutura, Helio Peluffo, esteve no local acompanhando o serviço de retirada dos materiais. Segundo ele, o problema só pode ser resolvido com a participação da população, principalmente através da conscientização daqueles que jogam lixo no local. E deu um exemplo do que pode ser feito para que a cidade continue limpa e bem conservada: “Quem contrata uma obra, por exemplo, tem que se preocupar com a destinação do lixo, do entulho. Para isso basta contratar uma empresa que possui caçamba para fazer a retirada adequada do material”, explicou o secretário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
PANDEMIA
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
MEIO AMBIENTE
Força-tarefa conta com mais de 50 homens no combate aos focos de calor no Amolar
SAÚDE
Vacinação contra febre aftosa já imunizou 166 milhões de animais