Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
MS

Produtor alia sistema de irrigação e assistência da Agraer para elevar produção de leite

19 novembro 2015 - 15h08Por Fonte: Matéria
No Assentamento Juncal, no município de Naviraí, o pequeno produtor Edilson José Soncini comprova que sistema de irrigação pode ser um grande aliado no aumento de lucro em pequenas propriedades de pecuária leiteira. Em um ano de funcionamento a produção láctea em seu sítio passou de oito litros para 15 litros dia/por animal.

Instalado em uma área de um hectare, o dono do sítio Santo Expedito, Edilson José Soncini, conta que o sistema de irrigação foi todo implementado com recursos próprios, fruto de muito esforço e suor nos seus mais de oito anos de trabalho na propriedade. “Comecei com hortaliças, mais alface mesmo, mas sempre tive uma ou duas vaquinhas para produção interna e com o passar dos anos fui me organizando para investir com meu dinheiro na irrigação e em animais, sem fazer uso de linhas de crédito”, lembra.

Segundo o produtor, as atividades do sítio pode contar com os serviços de assistência técnica de profissionais da Agraer. “Recebo visita da equipe da Agraer e também tive o apoio da instituição na elaboração de um projeto de irrigação que atendesse minhas necessidades, sem comprometer toda minha renda no final do mês”, diz.

Na propriedade, o sistema foi implantado de forma estratégica para dar boa comodidade aos animais e melhor manejo ao pasto. Para isso a área de um hectare foi dividida em 20 piquetes (subdivisão de um lote para uma melhor gestão do rebanho) irrigados.

De acordo com um dos responsáveis pela criação do projeto, o técnico agropecuário da Agraer, Adolfo José Silvério, 14 vacas leiteiras foram alocadas no espaço estruturado. “Até o momento foram investidos cerca de R$ 25 mil em área irrigada, incluindo perfuração de poço semi-artesiano, reservatório, sistema de irrigação, correção e adubação de solo”, detalha.

Investimentos

A adoção de um sistema de irrigação também possibilita o aumento da produtividade de animais lotados em cada piquete. Com mais massa verde, há também mais oferta de alimento e isso acarreta melhor nutrição animal e maior produtividade leiteira.

Além disso, essa pode ser uma alterativa interessante de manejo do pasto, pois complementa a quantidade de água em caso de chuvas mal distribuídas, ou mesmo para enfrentar eventuais situações de estiagem que podem resultar em prejuízos para o produtor.

Dentro das políticas públicas no Estado, o produtor Edilson José Soncini recebe há cinco anos assistência técnica da Agraer e apoio da prefeitura de Naviraí, tendo participado do programa Balde Cheio e, atualmente, é um dos beneficiários do Leite Forte. Em sua trajetória de trabalho, o pequeno pecuarista tem investido na qualidade do rebanho, participando do Programa Municipal de Inseminação Artificial, já realizou IATF(inseminação artificial em tempo fixo) em alguns animais; correção e adubação de solo em 1,4 hectare de capim Mombaça; plantio de carpineira e canavial para suplementação no inverno.

Afirmando satisfação com os resultados obtidos até o momento, através da irrigação, Edilson Soncini revela que pretende dobrar a sua produção dentro de um ano. “Tenho 40 animais, sendo 14 em período de lactação. Hoje o rebanho é formado por girolando e jersey, raças tidas como excelentes em produção de leite. Com um gado de qualidade e a irrigação consegui aumentar minha produtividade de oito para 15 litros por vaca e acredito que temos potencial para bem mais”.

Boas práticas

Por conta dos notáveis avanços alcançados no sítio, Soncini serviu de exemplo para outros trabalhadores rurais. É que no dia 15 de outubro, a Agraer aproveitou para promover uma visita de campo a propriedade com produtores da região. “Escolhemos o senhor Soncini pelo seu histórico e o trabalho que vem realizando. Há um ano, eu e o engenheiro agrônomo José Pereira Bahia o ajudamos na elaboração do projeto de irrigação. Na visita, propomos mostrar a forma como ele conseguiu chegar até onde está e dizer que não é impossível um pequeno produtor ter êxito no setor lácteo”, justifica o técnico agropecuário da Agraer.

Durante a visita, ainda foram abordados outros assuntos como projeto Leite Forte, patrulhas mecanizadas e recomendações para se viabilizar a pecuária leiteira em chácaras e pequenos sítios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Serial Killer que confessou ter matado 7 em MS é transferido após defesa alegar agressões psicológicas
ECONOMIA
Dólar tem forte queda e fecha a R$ 5,34
PANDEMIA
Após policiais testarem positivo para o coronavírus, delegacias são fechadas para desinfecção
GERAL
Caixa pagou R$ 70,8 bilhões em auxílio emergencial