21/03/2012 09h10 - Atualizado em 21/03/2012 13h

Categoria teve reajuste de 22,22% neste ano. Ponta Porã está entre os municípios que pagam o Piso Nacional.

 

Divulgação (TP)

Em Ponta Porã não existe nenhum professor que ganha menos que R$ 1 mil por mês dando aulas na Rede Municipal de Ensino. A informação é da Secretaria Municipal de Administração que divulgou uma tabela constando os salários do magistério.

A tabela revela que a maioria dos professores possui pós-graduação. São mais de 500 profissionais. Nesta faixa, o salário inicial é de R$ 1.451,00 por 20 horas aulas semanais. Se o profissional trabalha em dois períodos ganha o dobro, ou seja, R$ 2.902,00. Este é o salário inicial. Quem trabalha há mais tempo no Município ganha mais por conta dos benefícios como qüinqüênio e elevação na tabela. Assim, o professor especialista pode encerrar a carreira ganhando R$ 4.277,85.

Os valores sobem para os profissionais que possuem mestrado e doutorado. Um mestre, em fim de carreira no município tem direito a um salário de R$ 5.133,42. Já o doutor, R$ 5.347,30.

A tabela também revela os salários dos coordenadores pedagógicos. A maioria, 45 profissionais, também possui pós-graduação e tem salário inicial de R$ 2.902,00 por 40 horas semanais. Na última referência da tabela, ou seja, no final da carreira, a remuneração desta faixa chega a R$ 4.277,85. O salário inicial de quem possui mestrado na Rede Municipal de Ensino é de R$ 3.482,40.

Os valores constam do Projeto de Lei Complementar N° 001, de 6 de março de 2012, encaminhado pelo Prefeito Flávio Kayatt à Câmara Municipal. Com sua aprovação, a Prefeitura passa a pagar os valores referentes ao novo Piso Nacional a partir deste mês de março.

A lei tem efeito retroativo, ou seja, os educadores também terão direito de receber o valor a partir de janeiro deste ano. A diferença será paga em duas folhas complementares já a partir deste mês.

Os números, comparados com os valores pagos por escolas particulares na cidade, revelam que a Prefeitura paga melhores salários aos professores. Um profissional que atua na educação infantil, em várias escolas particulares de Ponta Porã, recebe em média, R$ 859,00 por 20 horas semanais. No ensino fundamental, o salário inicial é de R$ 1.064,00.

A secretária municipal de Educação, Professora Leny Klais, informa que a Prefeitura de Ponta Porã, é uma das poucas em Mato Grosso do Sul que paga o Piso Nacional desde sua criação por lei federal. Ela disse que apóia o movimento nacional dos educadores que lutam para assegurar mais recursos para o setor educacional no Brasil: “a luta para transformar em lei a aplicação de 10% do PIB na Educação tem nosso apoio porque defende uma causa justa. Em Ponta Porã, a administração do Prefeito Flávio Kayatt, tem investido bastante na Educação. Mas ainda é preciso mais. O Governo Federal precisa fazer a sua parte, aumentando o aporte de recursos para 10% do PIB”, declarou Leny.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. Copyright 2011 © Conesul News - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet