Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
Saúde

Secretaria de Saúde convoca 10 pediatras, enquanto tem deficiência de 80

04 março 2016 - 22h13Por Fonte: correiodoestado
A Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande divulgou lista para convocar 80 médicos para trabalhar nas unidades da Capital.

A lista para clínico geral é a mais extensa. Ao todo são 51 para as cargas horárias de 12 horas e 20 horas semanais. No setor de pediatria, uma das principais deficiências na rede pública da Capital, foram chamados 10.

O titular da pasta, Ivandro Corrêa Fonseca, não soube informar a quantidade total de profissionais que está em falta na rede pública, durante audiência pública realizada na Câmara Municipal em 29 de fevereiro. A única confirmação foi de que há 60 pediatras e precisariam ser contratados mais 80.

A relação de convocados para contrato temporário consta de clínicos gerais, pediatras, ortopedista, especialidade em saúde mental, ginecologia e obstetrícia, psiquiatria adulto e saúde da família.

Os médicos convocados são para contrato temporário de seis meses, podendo ser renovado por igual período, e a prefeitura vem utilizando o mesmo edital desde março de 2015. Nesse tipo de contratação, o profissional pode a qualquer momento sair porque não tem vínculo estatutário e estabilidade do servidor de carreira.

Para efetivar no trabalho, esses médicos precisam finalizar o processo de contratação na Sesau entre esta sexta-feira (4) e quinta-feira (10). O salário pago a eles é de R$ 2.516,72, para os cargos de 20 horas semanais, além de pagamento por adicional de plantão.

O vencimento, considerado baixo, a falta de estrutura de trabalho e ausência de plano de carreira são fatores apontados pela categoria para que o quadro de profissionais fique sempre defasado.

O edital de chamamento foi publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (4) e assinado pelo secretário de saúde, Ivandro Corrêa Fonseca. Neste link, nas páginas quatro e cinco, pode ser conferido o nome dos médicos convocados.

TENTATIVA

Ivandro Fonseca disse que a prefeitura tenta melhorar a deficiência de médicos nas unidades de saúde. "Temos concurso em andamento com vaga para 200 médicos", ponderou em discurso feito recentemente.

A diretora de assistência à saúde da Sesau, Rosimeire Arias, afirmou em audiência pública que a falta de pediatras é uma situação crônica. "Não é um problema do município. É um problema nacional. A prefeitura sempre esteve aberta para que o pediatra fizesse seu contrato.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
MEC discute novas formas de avaliar ensino superior
PIX
Procon pede explicações a Mercado Pago e NuBank sobre cadastros
Clientes dizem que foram cadastrados sem autorização
GERAL
Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias
INTERNACIONAL
EUA pedem que Brasil "mantenha olhar crítico" sobre a China