Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

Secretaria de Saúde não confirma morte por gripe do tipo H1N1

Secretaria de Saúde não confirma morte por gripe do tipo H1N1

27 julho 2012 - 13h40
Divulgação (TP)

A Secretaria Municipal de Saúde de Ponta Porã ainda não confirmou que a gripe H1N1 foi a causa da morte de uma mulher de 44 anos, moradora no Assentamento Itamarati. Mesmo que o médico que atestou o óbito apontou a doença como a causa da morte, é preciso aguardar o resultado de exame feito por laboratório em São Paulo.

O médico se baseou num exame feito por laboratório particular da fronteira, o que não é considerado pelo Ministério da Saúde. O Ministério só confirma um caso deste tipo de gripe após divulgação de resultado de laboratórios credenciados. No caso de Mato Grosso do Sul, os casos suspeitos são analisados pelo Laboratório Central da Secretaria Estadual de Saúde, em Campo Grande.

De acordo com o Departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, o caso ainda não pode ser considerado de gripe H1N1 porque ainda não saiu o resultado do exame feito num laboratório especializado em São Paulo: “coletamos o material (secreção) e enviamos para o Laboratório Central da Secretaria Estadual de Saúde em Campo Grande que o encaminhou para São Paulo. Somente após a chegada do resultado é que podermos dizer se a causa da morte foi a gripe H1N1”, explica o secretário de saúde, Josué Lopes.

Enquanto isso várias providências estão sendo tomadas. Equipes da Saúde se deslocam para o Assentamento com o objetivo de esclarecer que não há necessidade de pânico entre os moradores. “Estamos repassando as recomendações do Ministério da Saúde, ou seja, aconselhando as pessoas a não ficaram em ambientes fechados entre outros cuidados. E, caso apareça alguém com os sintomas da doença, deve ser encaminhado para a unidade de saúde mais próxima que está orientada a atender casos desta natureza, utilizando a medicação adequada e demais recomendações”, explicou o secretário.

Em Ponta Porã já são cinco casos confirmados da gripe provocada pelo vírus H1N1. E nenhuma morte foi confirmada. Há três casos aguardando resultado de exames laboratoriais (um deles é o da mulher que morreu no Hospital Regional na semana passada). Os outros nove casos deram negativo. No total foram 17 notificações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Estoque do Tesouro Direto cresce 5,13% e vai para R$ 62,70 bilhões
MS
Presidente da ALEMS assume o Governo do Estado até dia 30
EDUCAÇÃO
MEC institui plataforma virtual para avaliar planos de educação
SAÚDE
MS registra 1.047 novos casos; outros 5,2 aguardam encerramento