Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
DOF

Sejusp quer usar dólares para construção da sede do DOF

15 julho 2016 - 21h09Por Fonte: douradosnews
O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), José Carlos Barbosa, entregou ontem sexta-feira (15) ao juiz federal da 3ª Vara Federal de Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira, um ofício solicitando a doação dos U$ 2,4 milhões (equivalente a R$ 8 milhões) que foram apreendidos durante a operação "Corumbá Segura II’, para a construção da sede do Departamento de Operações de Fronteiras (DOF), em Dourados.

O flagrante foi realizado na noite de sábado passado (9), no posto fiscal do Lampião Aceso, localizado na rodovia BR-262, no decorrer da ação organizada pela Secretaria de Segurança Pública, por intermédio do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGIFRON), DOF, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF).

Nos seis primeiros meses de 2016 o Departamento apreendeu 35 toneladas de drogas e prendeu 215 pessoas em flagrante por tráfico de drogas; apreendeu R$ 158 milhões em mercadorias (cigarro, pneus, medicamentos e eletrônicos, entre outros) produto de contrabando/descaminho e prendeu 93 pessoas pelo mesmo crime; recuperou 94 veículos furtados; apreendeu um total de 321 veículos e prendeu um total de 490 pessoas.

O juiz federal Odilon de Oliveira informou que vai verificar a possibilidade de destinar parte desta quantia para a construção do departamento, que tem realizado um excelente trabalho de combate ao tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul.

Mato Grosso do Sul possui 1.517 quilômetros de fronteira, sendo 549 quilômetros de fronteira seca com países como Paraguai e Bolívia, fazendo com que o Estado se torne uma importante rota do tráfico de entorpecentes, de armas e contrabando.

DOF

O Departamento de Operações de Fronteira (DOF) foi criado em 28 de maio de 1987, por meio da Resolução n. 119/87. Inicialmente era chamado de Grupo de Operações de Fronteira (GOF) e sua missão era realizar o policiamento na região da grande Dourados, combatendo os crimes de narcotráfico, furto/roubo de veículos de cargas, furto/roubo em propriedades rurais e outros crimes específicos na região.

Devido à distância da sua área de atuação, em 1989 a sede do Grupo foi transferida para um imóvel alugado na cidade de Dourados. No de 1994 passou a ocupar outro imóvel em regime de comodato, onde está localizado até hoje.

Sua missão foi ampliada e passou a ser o policiamento ostensivo itinerante em toda a faixa de fronteira do Brasil com o Paraguai.

Assim, por conta de seus bons resultados, em janeiro de 1996 passou a denominar-se DOF. Já em maio de 1999 começou fiscalizar também a fronteira com a Bolívia e atualmente possui atuação em 51 municípios do Estado, abrangendo inclusive a área rural.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Tesouro descarta preocupação com encurtamento da dívida pública
REGIÃO
Pescador profissional e autônomo são autuados em R$ 10 mil por abater dourado e pescar com redes e tarrafa e apreende 50 kg de pescado e petrechos ilegais
ECONOMIA
Procura das empresas por crédito tem queda de 3,3% em setembro
CAMPO GRANDE
Batalhão de Choque da PMMS apreende cerca de uma tonelada de maconha