Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
Saúde

Sem pagamento da prefeitura, Santa Casa entra em estado crítico

21 novembro 2015 - 08h43Por Fonte: correiodoestado
A Santa Casa de Campo Grande entrou em estado crítico devido a impossibilidade de efetuar o pagamento de médicos e fornecedores por falta de pagamentos da prefeitura, que somam mais de R$ 15 milhões. O problema foi comunicado nesta sexta-feira (20) às autoridades da área da saúde municipal e estadual e Ministério Público.

De acordo com a Santa Casa, o estoque de gaze medicinal, soro, seringas, agulhas, material de desinfecção de leitos e medicamentos como antibióticos, está quase zerado. Os fornecedores que entregava os produtos e recebiam com atraso, deixaram de atender o hospital exigindo pagamento a vista.

Conforme o presidente da Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), Wilson Teslenco, por conta da falta de pagamento das dívidas em atraso da prefeitura com o hospital, cirurgias eletivas serão suspensas por uma semana.

Além disso, Teslenco afirmou que leitos desocupados não poderão ser utilizados por outros pacientes devido a falta de produtos par fazer a desinfecção. “A assistência está sendo adaptada ao volume de material disponível, ou seja, estamos reduzindo o atendimento”, disse.

Ainda segundo a Santa Casa, a prefeitura deve ao hospital R$ 15,6 milhões e ficou de liberar parte deste montante nesta sexta-feira, o que até as 17h não havia ocorrido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
MS ultrapassa 68 mil casos confirmados de Covid-19 e registra 14 novas mortes
CAPITAL
Homem invade casas pelado e é preso
MS
Pai escuta filho pedindo socorro e o encontra esfaqueado em bairro de Campo Grande
FUTEBOL
Série B: Figueirense e Guarani empatam em 2 a 2, em Florianópolis