Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
Política

Sob protestos e vaias, aumento de mais um imposto é aprovado

11 novembro 2015 - 14h48Por Fonte: correiodoestado
Sob protestos e vaias, o projeto que aumenta os impostos cobrados nas doações de bens, em vida ou em morte, foi aprovado na manhã desta quarta-feira (11), na Assembleia. Por 13 votos a 5, o projeto de Reinaldo Azambuja (PSDB) não sucumbiu aos protestos depois de duas emendas. A nova cobrança do imposto começa a valer 90 dias depois de publicado decreto.

Na primeira votação feita no início da manhã, a emenda do deputado Onevan de Matos (PSDB), sobre o congelamento das novas alíquotas até 31 de dezembro de 2019 foi aprovada por 13 votos a 5. Votaram contra os deputados da bancada do PT além de Paulo Corrêa (PR).

Depois da vitória, o líder de Azambuja na Assembleia, Rinaldo Modesto (PSDB), solicitou aos colegas que o projeto fosse para segunda votação. Sessão extraordinária foi aberta e o aumento do imposto passou por 15 votos a 7. Votaram contra novamente a bancada petista, além de Paulo Corrêa (PR), Felipe Orro (PDT) e Mara Caseiro (PTdoB).

Com a aprovação do projeto, a cobrança ficará da seguinte forma. Quando a doação for feita em vida, o valor do tributo será de 6%. Em caso de morte, nos chamados inventários, a cobrança será de 4%. Ficarão isentos proprietários com imóveis que custem até R$ 50 mil.
Durante a votação, como aconteceu nas últimas sessões, houve protestos de entidades empresariais e produtoras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
SAÚDE
Usar máscara em academias não prejudica saúde, dizem especialistas
EDUCAÇÃO
MEC anuncia novas datas de aplicação do Enem 2020
SEGURANÇA PÚBLICA
Seguindo diretrizes nacionais, Agepen prorroga suspensão de visitas até o dia 31