Menu
Busca terça, 02 de março de 2021

Projeto realizado pela FUNCESPP e apoio do Governo de Mato Grosso do Sul contou excelentes apresentações musicais e efetiva participação dos moradores

Projeto realizado pela FUNCESPP e apoio do Governo de Mato Grosso do Sul contou excelentes apresentações musicais e efetiva participação dos moradores

09 novembro 2011 - 15h10
Divulgação (TP)

Os moradores do bairro Coophafronteira receberam mais uma etapa do Som da Fronteira Projeto realizado pela Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã e contemplado pelo FIC-Fundo de Investimentos Culturais da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

O evento cultural foi realizado na rua Vacaria e atraiu um excelente público, que acompanhou e prestigiou as atrações musicais, que teve inicio ás 17 horas com apresentação dos alunos da Oficina Municipal de Capoeira Gingart/Berimbau, coordenada pelo Mestre Erimar Gordinho.

Em seguida a dupla Paulinho e Sadi Bueno deram inicio as atrações no palco principal do Som da Fronteira, interpretando canções no estilo pagode e sertanejo., com muita descontração e ritmo os músicos agradaram ao público.

A segunda apresentação ficou com a dupla revelação do Sertanejo Universitário de Ponta Porã, Leandro Henrique e Gabriel que fizeram um show com o músicas conhecidas do público da fronteira que cantaram e vibraram com a boa perfomance da dupla no palco.

A banda de rock Santa Máfia fechou as apresentações do Som da Fronteira na Coophafronteira e confirmou o bom momento vivenciado pelo cenário alternativo de Ponta Porã.

A banda formada por Orlandinho Rodrigues (vocal e violão) Tiago (guitarra), Leandro (bateria) e Juninho Lobato (contra-baixo) fez um show recheado de clássicos do rock and roll nacional e internacional, com boa qualidade musical e entrosamento garantido no bom tempo de estrada dos componentes.

“A Santa Máfia se sentiu a vontade no palco do Som da Fronteira.Agradecemos a oportunidade de participar e mostrar nosso trabalho.Esta é uma iniciativa muito importante idealizada pela FUNCESPP e apoiada pelo governo estadual” frisou Orlandinho Rodrigues.


O presidente da Associação dos Moradores da Coophafronteira, Jesus de Souza, elogiou o Projeto Som da Fronteira por alcançar os moradores do bairro através de um evento cultural de qualidade voltada para toda família.

“Agradeço a Prefeitura de Ponta Porã, a equipe da Funcespp e da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em incluir a Coophafronteira como uma das sedes deste importante projeto cultural” salientou.

O Diretor-Presidente da FUNCESPP, Adir Teixeira destacou as inúmeras revelações que vem se destacando no cenário musical do município e que o Projeto Som da Fronteira tem permitido a divulgação destes artistas e a integração com a população dos diferentes bairros de Ponta Porã.

“O Projeto Som da Fronteira vem permitindo que a população dos nossos bairros, conheçam os nossos artistas.O evento cultural permite ainda a descentralização da atividades desenvolvidas pela atual administração, em favor das iniciativas culturais” explicou.


O Diretor de Cultura, Eder Rubens parabenizou o público da Coophafronteira que compareceu em bom número, participou de todas as apresentações e apoiaram os artistas locais.

“O Som da Fronteira vem permitindo a divulgação dos nossos artistas, mas é preciso que a população compareça e apóie as apresentações.Os moradores da Coophafronteira estão de parabéns, pois demonstraram total integração com o projeto cultural e os seus artistas” explicou Eder.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Anvisa alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,07% nesta segunda-feira
CAMPO GRANDE
Jovem é preso pela Polícia Civil com drogas sintéticas
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
SAD publica cronograma do ciclo de Avaliação de Desempenho Individual 2021