Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
Economia

Transações com cartões em 2015 devem superar em 8,8% as do ano anterior

17 dezembro 2015 - 12h30Por Fonte: reporterms
As transações com cartões de crédito e débito devem chegar a R$ 1,08 trilhão este ano, de acordo com projeção da Associação das Empresas de Cartões (Abecs), o que representa crescimento de 8,8% em relação ao valor das transações de 2014. Para o próximo ano, a associação espera crescimento de 6,5%, o que totalizaria R$ 1,15 trilhão em compras.

Pelo levantamento da Abecs, os brasileiros movimentaram R$ 267,8 bilhões em compras com cartões de crédito e débito apenas no terceiro trimestre deste ano, o que representou aumento de 8,1% em relação ao mesmo período do ano passado. As compras com cartão de crédito feitas nesse período somaram R$ 168,5 bilhões (alta de 5,6%). O total de compras com cartão de débito foi R$ 99,3 bilhões (alta de 12,6%).

A Região Centro-Oeste registrou a alta mais significativa do valor transacionado com os cartões no terceiro trimestre, com 12,5% de crescimento. Em seguida, vieram as regiões Sul (10,8%), Norte (10,7%), Nordeste (7,9%) e Sudeste (7,6%). Apesar de menor crescimento, a Região Sudeste responde por 60% de todo o valor financeiro movimentado pelas compras com cartões no país.

Segundo a Associação das Empresas de Cartões, o parcelamento sem juros do cartão de crédito foi responsável por 50,8% do volume de crédito concedido (recursos livres) para financiar o consumo de produtos e serviços no Brasil de agosto a outubro deste ano. No acumulado de janeiro a setembro, compras parceladas sem juros movimentaram R$ 253,5 bilhões. “Isso significa que, além de ser um meio de pagamento seguro e eficiente, o cartão de crédito possibilita maior inclusão financeira e garante o financiamento do comércio brasileiro com o parcelamento sem juros”, diz a associação.

De acordo com o levantamento mensal da Abecs, em média, 67% dos portadores de cartão usam o parcelamento sem juros pelo menos uma vez no mês. Se não houvesse essa modalidade, 74% fariam menos compras, revela a pesquisa. Para Associação das Empresas de Cartões, sem essa modalidade de pagamento, haveria redução do desempenho do varejo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem
COMBUSTÍVEIS
ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre