Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
Ponta Porã

UEMS de Ponta Porã recebe pesquisadora sobre a história da fronteira

15 abril 2016 - 12h04Por Fonte: noticias
Os alunos do curso de Mestrado em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade de Ponta Porã, tiveram a oportunidade de conhecer em detalhes, o trabalho de pesquisa efetuado na cidade a respeito dos fatos ocorridos durante o início dos governos militares em 1964.

A pesquisadora Suzana Arakaki, professora de História da Unidade da UEMS de Amambai, esteve conversando com os alunos durante atividade da disciplina de Seminário. O objetivo do encontro, de acordo com o coordenador do curso de Mestrado, Carlos Zanberlan, foi permitir que os alunos pudessem receber informações sobre a prática de pesquisa.

Suzana, que estava acompanhada pela gerente da unidade da UEMS de Amambai, Viviane Scalon Fachin, é autora de um livro sobre os efeitos das ações dos governos militares nas regiões de Dourados e na fronteira com o Paraguai.

O curso de Mestrado em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos (PGDRS), tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos sistemas produtivos regionais e, através disso, contribuir para o desenvolvimento regional, respeitando as questões socioculturais.

O PGDRS visa ainda realizar estudos que atendam as demandas socioeconômicas e ambientais relacionadas ao desenvolvimento dos Sistemas Produtivos Regionais e Locais; analisar as trajetórias de desenvolvimento regional e o processo de formação histórico, econômico e social da região e seus desdobramentos atuais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM
Polícia Militar Ambiental de Jardim fiscaliza o rio da Prata e Formoso onde a pesca é proibida e apreende petrechos ilegais
SAÚDE
ANS: 59% das queixas sobre covid-19 são para exames e tratamentos
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana flagra e autua infrator por incêndio em resíduos domésticos em terreno baldio
NAVIRAÍ
Boca de fumo é descoberta e um adolescente e dois homens são detidos pela Polícia Civil