Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020

Vereador diz que Geraldo Resende esta trabalhando contra a segurança de Ponta Porã

Vereador diz que Geraldo Resende esta trabalhando contra a segurança de Ponta Porã

26 novembro 2011 - 07h25
Divulgação (TP)




A unidade da Força Nacional baseada na cidade de Ponta Porã sofreu um golpe de mestre nos últimos dias. Não se sabe os reais motivos, mas circula na imprensa da cidade que o capitão Charopem que estava comandando a Força a pouco mais de três semanas foi transferido para outra unidade a pedido do deputado federal Geraldo Resende do PMDB, que tem sua base eleitoral na cidade de Dourados.

O vereador Ludimar Novais do PPS de Ponta Porã na sessão da Câmara de vereadores desta quinta-feira (24) usou a tribuna para falar sobre o assunto dizendo: “ Gostaria de comentar aqui nesta tribuna a questão da transferência do capitão Charopem que estava comandando a Força Nacional nesta área de fronteira e que abruptamente foi designado para outra região e nós recebemos a notícia da imprensa de que o pedido para transferência do capitão partiu justamente do deputado Federal Geraldo Resende. Estamos confirmando essa informação, mas é um fato que nos deixa desconfiados, não sei o que o deputado Geraldo Resende tem a ver com a nossa fronteira”.

A revolta do parlamentar se fez devido à forma como o capitão estava desenvolvendo o seu trabalho na cidade e no assentamento Itamarati, uma vez que apoiava sempre as ações da Policia Militar nas rondas, blitz e patrulhamento na região de fronteira.

“A nossa fronteira está realmente precisando e fazendo bom uso dos homens da Força Nacional que agora está realmente designada para fazer policiamento ostensivo na região e não somente de ser um apêndice da Policia Federal, mas sim está auxiliando a Policia Militar diretamente”, afirmou Ludimar Novais.

Há duas semanas, o capitão Charopem realizou uma reunião com a maioria dos vereadores e nela ficou demonstrado que o militar era uma pessoa que estava realmente engajada com a causa da segurança pública de Ponta Porã e estava com muitos planos para serem implantados na cidade juntamente com os homens da Força Nacional.

O vereador Ludimar Novais afirmou: “Pelas suas conversas durante o encontro, o capitão Charopem não demonstrava que tinha intenções de deixar a fronteira tão rapidamente e o fato de sua transferência nos deixa, vamos dizer assim, desconfiado, essa é a palavra, e qual o verdadeiro motivo da saída do comandante da Força nacional? Vamos apurar e se de fato houver algum tipo diferente de intenção por parte do deputado Geraldo Resende nós vamos estar aqui realizando a denúncia contra o parlamentar, espero que não, pois Ponta Porã está sim, precisando de apoio neste setor”.

O parlamentar foi mais longe afirmando que a presença da força Nacional em Ponta Porã é muito importante, uma vez que seria hoje impossível manter tantos homens na região através do governo do estado, para que se tivesse mais 40 homens em Ponta Porã, seria necessário concursos públicos, treinamentos e a designação dos policiais para região de fronteira demoraria no mínimo de um ano. “Portanto, a presença da Força Nacional na fronteira é de se elogiar. Se existe problemas, a mídia faz questão de colocar nos jornais apenas a truculência dos homens da Força Nacional e não os atos positivos na unidade policial”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA de Jardim e Bonito fiscalizam o rio Miranda e da Prata e apreendem petrechos ilegais à pesca
BOLETIM COVID
Capital registra 1.178 novos casos nas últimas 24 horas
CULTURA
Blues e Rock embalam as lives do Som da Concha deste fim de semana
BOLSA FAMÍLIA
Beneficiários do programa receberão em poupança digital