Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
CULTURA

Festival de Bonito terá dança e acrobacias com bailarinos suspensos

28 junho 2019 - 09h30Por Dourados News

O Festival de Inverno de Bonito 2019 traz para o Palco da Praça no dia 25 de julho, às 19 horas, o espetáculo “Vertebral” do Grupo Ares de dança.  O Espetáculo tem uma área de investigação na qual a presença do risco permanente atravessa o corpo dançante e acrobático em situações de desequilíbrio, suspensão, torções, queda e recuperação.  

Firmes como pedra e fluidas como água, cada vértebra possui uma coluna e um sistema nervoso próprio. O Vertebral alterna desse modo, composições coletivas e sós, mudando e dinamizando a trama visual.

Vertebral é um espetáculo que surge da necessidade de verticalizar ideias, pesquisas de movimento, subjetividades e depoimentos físicos que cada célula do grupo trouxe ao longo do processo de criação. Como essas partituras se reorganizam e alinham na passagem do chão para o ar, como esses corpos redefinem suas formas de comunicar, na mudança de gravidade, planos e apoios.

Utilizando esta mescla de linguagens, as criações do grupo sempre buscam algo de sonho, de imagem mais do que palavra, buscam mudar a perspectiva da cena que se vê e contrapor o virtuosismo e a força do movimento à sensibilidade e leveza do voo, do salto. 

A coreografia é de Weidysan e Monica Alla, com interpretação-criação de Alan Quinquinel, Diego Oliveira, Dheborah Giorgia, Flor Reeves, Gita Govinda, Jacques Alejo, Joy Domingoz, Lana Borges, Laila Rebelo e Luciene Bafa. Cantora: Lana Borges, com trilha sonora original de Sérvulo Augusto (são quatro faixas instrumentais e duas cantadas, uma delas um rap) e figurinos de Márcio Vinícius.

Criado em janeiro de 2007, o Grupo Ares é um núcleo artístico de pesquisa e criação que tem como principal objetivo buscar a verticalidade em cena por meio dos mais diferentes aparelhos aéreos, unindo-os à dança, ao teatro físico e ao circo contemporâneo para a criação de espetáculos, performances e intervenções.

Dirigido por Monica Alla, o Ares conta com um elenco flexível, que pode mudar a cada proposta de criação. Monica Alla é coreógrafa, bailarina e acrobata, formada em capoeira pela Associação São Bento Grande, de São Paulo. Coreografou a Cerimônia de Abertura da Copa do Mundo FIFA 2014 (ato 1 – Pernas de Pau e ato 2 Capoeira).

“Comecei minha pesquisa em dança aérea em 1999 quando me mudei para a Holanda. Ao voltar para o Brasil, fundei o Grupo Ares e comecei a pesquisar, desenvolver e trabalhar com o elenco, diferentes técnicas de dança aérea e vertical, como elásticos, rapel, cordas horizontais e verticais”, conta.

Seu primeiro contato com a dança aérea aconteceu em Amsterdam onde realizou uma parceria artística de sete anos com a companhia Kris Niklison KNTC, atuando como interprete, coreógrafa, assistente de direção, cenógrafa e figurinista em espetáculos premiados, apresentados em teatros e festivais de 20 países em quatro continentes.

Desde 2007 é diretora artística do Grupo Ares, respeitado núcleo criativo com o qual ganhou o Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo – edições 2009 e 2011, o edital de Ocupação da Caixa Cultural SP em 2009, Caixa Cultural Curitiba em 2016, e o Prêmio Funarte Artes Cênicas de Rua em 2013.

Serviço:Espetáculo Vertebral, do Grupo Ares, no XX Festival de Inverno de Bonito. Dia 25, às 19 horas, no Palco da Praça.Classificação: livre. Duração: 40 minutos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Presidente do PSL é alvo de operação da PF
ALERTAS
Primavera é estação com maior incidência de tempestades; confira dicas da Defesa Civil para ocorrências
FUTEBOL
Sete jogos fecham hoje 29ª rodada da Série B do Brasileirão
IMUNIZAÇÃO
Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul