Menu
Busca terça, 16 de julho de 2019
CULTURA

Festival de Bonito terá dança e acrobacias com bailarinos suspensos

28 junho 2019 - 09h30Por Dourados News

O Festival de Inverno de Bonito 2019 traz para o Palco da Praça no dia 25 de julho, às 19 horas, o espetáculo “Vertebral” do Grupo Ares de dança.  O Espetáculo tem uma área de investigação na qual a presença do risco permanente atravessa o corpo dançante e acrobático em situações de desequilíbrio, suspensão, torções, queda e recuperação.  

Firmes como pedra e fluidas como água, cada vértebra possui uma coluna e um sistema nervoso próprio. O Vertebral alterna desse modo, composições coletivas e sós, mudando e dinamizando a trama visual.

Vertebral é um espetáculo que surge da necessidade de verticalizar ideias, pesquisas de movimento, subjetividades e depoimentos físicos que cada célula do grupo trouxe ao longo do processo de criação. Como essas partituras se reorganizam e alinham na passagem do chão para o ar, como esses corpos redefinem suas formas de comunicar, na mudança de gravidade, planos e apoios.

Utilizando esta mescla de linguagens, as criações do grupo sempre buscam algo de sonho, de imagem mais do que palavra, buscam mudar a perspectiva da cena que se vê e contrapor o virtuosismo e a força do movimento à sensibilidade e leveza do voo, do salto. 

A coreografia é de Weidysan e Monica Alla, com interpretação-criação de Alan Quinquinel, Diego Oliveira, Dheborah Giorgia, Flor Reeves, Gita Govinda, Jacques Alejo, Joy Domingoz, Lana Borges, Laila Rebelo e Luciene Bafa. Cantora: Lana Borges, com trilha sonora original de Sérvulo Augusto (são quatro faixas instrumentais e duas cantadas, uma delas um rap) e figurinos de Márcio Vinícius.

Criado em janeiro de 2007, o Grupo Ares é um núcleo artístico de pesquisa e criação que tem como principal objetivo buscar a verticalidade em cena por meio dos mais diferentes aparelhos aéreos, unindo-os à dança, ao teatro físico e ao circo contemporâneo para a criação de espetáculos, performances e intervenções.

Dirigido por Monica Alla, o Ares conta com um elenco flexível, que pode mudar a cada proposta de criação. Monica Alla é coreógrafa, bailarina e acrobata, formada em capoeira pela Associação São Bento Grande, de São Paulo. Coreografou a Cerimônia de Abertura da Copa do Mundo FIFA 2014 (ato 1 – Pernas de Pau e ato 2 Capoeira).

“Comecei minha pesquisa em dança aérea em 1999 quando me mudei para a Holanda. Ao voltar para o Brasil, fundei o Grupo Ares e comecei a pesquisar, desenvolver e trabalhar com o elenco, diferentes técnicas de dança aérea e vertical, como elásticos, rapel, cordas horizontais e verticais”, conta.

Seu primeiro contato com a dança aérea aconteceu em Amsterdam onde realizou uma parceria artística de sete anos com a companhia Kris Niklison KNTC, atuando como interprete, coreógrafa, assistente de direção, cenógrafa e figurinista em espetáculos premiados, apresentados em teatros e festivais de 20 países em quatro continentes.

Desde 2007 é diretora artística do Grupo Ares, respeitado núcleo criativo com o qual ganhou o Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo – edições 2009 e 2011, o edital de Ocupação da Caixa Cultural SP em 2009, Caixa Cultural Curitiba em 2016, e o Prêmio Funarte Artes Cênicas de Rua em 2013.

Serviço:Espetáculo Vertebral, do Grupo Ares, no XX Festival de Inverno de Bonito. Dia 25, às 19 horas, no Palco da Praça.Classificação: livre. Duração: 40 minutos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR-267
Carreta bate em 3 veículos durante interdição após acidente com morte
CORUMBÁ
Flagrado pedindo propina, ginecologista foi denunciado por abuso sexual
PREVIDÊNCIA
Senado pode aprovar reforma em 60 dias, diz Simone Tebet
FUTEBOL
Copa Assomasul fecha 1ª fase com mais três equipes classificadas