Menu
Busca terça, 16 de julho de 2019
STREAMING

"Stranger Things 3" se aproveita do amadurecimento das crianças

04 julho 2019 - 18h00Por IG Gente

Umas das séries de maior sucesso da Netflix , “Stranger Things” chega hoje à sua terceira temporada em clima de amadurecimento. As crianças que investigam acontecimentos sobrenaturais na cidade fictícia de Hawkins já não são mais exatamente crianças, os irmãos mais velhos começam a largar a adolescência, e o crescimento é tão assustador quanto um demogorgon — monstro que assombra os moradores.

A nova temporada “ Stranger Things ” de começa com uma mudança, sobretudo climática. "Pela primeira vez é verão. Estamos de férias, aproveitando a vida, no auge da nossa adolescência", conta Finn Wolfhard, que vive Mike, um dos protagonistas. "Na prática, isso significa que a série terá acampamentos, piscinas e a nova grande atração de Hawkins: um shopping center."

Para recriar com detalhes a atmosfera da novidade, a produção reformou completamente um shopping abandonado nos arredores de Atlanta, uma das locações dos oito episódios. Limparam, pintaram, adicionaram luzes, reproduziram lojas de 1985 (quando a narrativa acontece), colocaram produtos nas prateleiras. O resultado é o maior set da temporada, no qual grande parte da ação acontece.


O shopping terá uma função importante na trama, já que os atores, agora jovens, circularão muito por lá.

"Nesta temporada vemos a Eleven escolhendo o que ela quer", conta Millie Bobby Brown, que interpreta a personagem.  "É a primeira vez que a vemos, por exemplo, escolhendo o que vai vestir. Na primeira temporada, temos o Mike escolhendo seu vestido, na segunda, o Hopper(David Harbour) lhe repassando algumas peças. Nesta, ela vai ao shopping descobrir os seus desejos. É incrível ver isso acontecendo."

As transformações não se restringem ao guarda-roupa. Os personagens começam a enfrentar desafios comuns a todo adolescente, entre eles, as paixões. "Agora Eleven e Max (Sadie Sink) têm namorados", conta Millie, de 15 anos. "Ela está aprendendo a ter relações com o pai adotivo, com o pai biológico e com ela mesma. É o momento de se conhecer. Só que agora tem que lidar com um menino. É muita coisa acontecendo, mas são coisas boas."

"Você consegue sentir a inocência e a ignorância que temos a respeito desse tipo de assunto. A gente não está pronto para fazer o que adultos fazem…", diz Caleb McLaughlin, 17 anos, o Lucas da série.

Crescimento fora das câmeras 
 
Fora das câmeras, o crescimento dos protagonistas é também notável. Apesar dos 16 anos, Finn montou a Calpurnia, banda de rock alternativo que já fez parcerias com grupos como o Weezer. Com a mesma idade, Gaten Matarazzo, intérprete do carismático Dustin, tornou-se ativista para divulgar a displasia cleidocraniana, doença causadora da malformação óssea que tanto ele quanto seu personagem possuem. E Millie migrou para Hollywood, com cachê na casa do milhão .

Seu “envelhecimento” abre espaço à chegada de uma novíssima geração. "O grande destaque desta temporada será a Priah Ferguson (atriz de 13 anos que interpreta Erica, irmã de Lucas) . Ela tem um timing e profissionalismo assustadores", afirma Noah Schnapp, o Will. 

Erica entra com destaque maior na trama após ganhar milhares de fãs (e memes) na segunda temporada, quando foi apresentada ao público, com pouquíssimas falas. Joe Keery, o Steve, resume bem o espírito desta terceira temporada: "A gente retrata aquele momento em que o colégio acaba, e você percebe que a merda vai bater no ventilador, porque a vida de verdade está começando".

Um dos maiores trunfos dos novos episódios é o desenvolvimento da própria trama, que toca em assuntos atuais. Uma das questões abordadas é a diferença de tratamento entre homens e mulheres no ambiente de trabalho. Mesmo quando não é explícito, o tom feminista está por toda parte.

"Se nas primeiras temporadas a trama girava em torno da amizade dos meninos, agora a gente consegue ver a dinâmica da vida das amigas Max e Eleven", conta Sadie Sink. Millie concorda com a colega de elenco: "Colocar duas meninas poderosas contracenando é a decisão mais inteligente que os irmãos Duffer (criadores da série) poderiam tomar".

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR-267
Carreta bate em 3 veículos durante interdição após acidente com morte
CORUMBÁ
Flagrado pedindo propina, ginecologista foi denunciado por abuso sexual
PREVIDÊNCIA
Senado pode aprovar reforma em 60 dias, diz Simone Tebet
FUTEBOL
Copa Assomasul fecha 1ª fase com mais três equipes classificadas