Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
MS

Cerca de 160 mil crianças devem ser vacinadas neste mês de outubro

30 setembro 2020 - 16h00Por Portal do MS

Com uma meta de vacina cerca de 160 mil crianças, começa no dia 5 e segue até o dia 30 de outubro, a campanha de multivacinação, em que os pais poderão atualizar em um único dia, a Caderneta de Vacinação, de seus filhos. Jovens e adultos também poderão se vacinar.

Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) oferece 18 vacinas para crianças e adolescentes.

Para as crianças estarão disponíveis a vacina BCG; Hepatite B; Poliomielite 1,2,3 (VIP - inativada); Poliomielite 1 e 3 (VOP - atenuada); Rotavírus humano G1P1 (VRH); DTP+Hib+HB (Penta); Pneumocócica 10 valentes; Meningocócica C (conjugada); Febre Amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR); Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (SCRV); Hepatite A (HA); Difteria, Tétano, Pertussis (DTP); Difteria, Tétano (dT); Papilomavírus humano (HPV); Varicela e pneumocócica 23-valente (Pncc 23*).

Já para os adolescentes a vacina Hepatite B (HB recombinante); Difteria, Tétano (dT); Febre amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba e Rubéola (SCR); Papilomavírus humano (HPV); Meningocócica ACWY (conjugada) e Pneumocócica 23-valente (Pncc 23).

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) chama a atenção sobre a importância da imunização como uma forma de garantir o controle e eliminação das doenças imunopreveníveis como por exemplo, da pólio, rubéola e da síndrome da rubéola congênita.

Lembrando que serão adotadas todas as medidas de proteção recomendadas pela SES e pelo Ministério da Saúde para minimizar o risco de infecção pelo vírus durante a vacinação. No dia 17, está programada uma mobilização nacional de vacinação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Apesar da queda nos números da Covid-19, Secretário alerta para normas de biossegurança
SAÚDE
MS registra queda na média móvel de óbitos por Covid-19, mas população ainda precisa ficar atenta
POLÍTICA
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes
JUSTIÇA
TSE rebate notícias falsas sobre urna de 2018 que voltaram a circular