Menu
Busca domingo, 15 de setembro de 2019
SAÚDE

MS tem mais três novas mortes por gripe

29 agosto 2019 - 09h00Por Dourados News

Chega a 62 o total de mortes por Influenza em Mato Grosso do Sul, até o momento em 2019. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado ontem (28). 

O levantamento é feito semanalmente e na comparação do boletim da semana anterior (com dados até 21/08), com o atual (com dados até 28/08), são três novos casos. 

Os registros recentes ocorreram em Campo Grande. A capital é recordista no número de óbitos pela doença no Estado, com 25 casos. 

Os novos registros por vítima fatal pela doença são de mulheres, com idade entre 70 e 85 anos. 

Um caso ocorreu no dia 25 de junho, no entanto, foi divulgado somente neste boletim. A vítima fatal, mulher de 70 anos foi acometida por H1N1. Como comorbidades possuía cardiopatia crônica. 

Outro caso foi registrado em 15 de agosto.  Trata-se do óbito por H1N1, de uma mulher de 81 anos. Como comorbidades relatadas, cardiopatia crônica, renal crônica, imunodeficiência, obesidade e pneumopatia crônica. 

Óbito de uma mulher de 85 anos, por H1N1, foi registrado no dia 08 de junho, porém, divulgado apenas neste boletim. Como comorbidades, a vítima tinha o registro de cardiopatia, síndrome de down, doença hepática, doença renal. 

São 298 casos confirmados da doença em todo o Estado. Campo Grande possui atualmente mais de 70 casos de H1N1. Em Dourados são oito. Além do tipo H1N1, MS registra casos confirmados de H3N2, Influenza A não subtipado e Influenza B. 

O número de casos suspeitos da doença também apresentou aumento, neste recente boletim. O total passou de 1.304 para 1.357. 

A vacina contra a doença é destinada a grupos específicos, considerados de risco (gestantes, idosos, pessoas com doenças crônicas). Além da imunização, a prevenção a doença pode ser feita com hábitos simples, conforme a Secretaria, a exemplo: 

- Higienizar as mãos com frequência;

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

- Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

- Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

- Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;

- Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;

- Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;

- Evitar visitas a hospitais;

- Ventilar os ambientes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GALEÃO
Receita apreende mais de 46 quilos de heroína em aeroporto
ECONOMIA
Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto
CAMPO GRANDE
Acusado de estuprar adolescentes teria escolhido casa ‘a dedo’, segundo polícia
POLÍCIA
Mulher que iniciava relacionamentos com idosos para furtar residências é presa