Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
SAÚDE PÚBLICA

Na 9ª Conferência Estadual de Saúde, governo reafirma compromisso com a regionalização

05 junho 2019 - 10h08Por Dourados News

Implementar a regionalização objetivando oferecer saúde de qualidade mais próxima dos cidadãos. Esse é um dos principais desafios do governo do Estado de Mato Grosso do Sul, segundo a fala do secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende durante a abertura da 9ª Conferência Estadual de Saúde, cujo tema é “Democracia e Saúde” que teve início ontem e termina hoje (5/6), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

Representando o governador Reinaldo Azambuja, Geraldo Resende apresentou um relatório das diversas ações que vêm sendo adotadas na atual gestão estadual. Entre investimentos em construções, reformas e ampliações de hospitais, entrega de veículos e equipamentos, capacitação técnica e custeio de serviços, insumos e aparelhos, o secretário disse que a meta é qualificar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Mato Grosso do Sul.

Com a participação de delegados eleitos nos 79 municípios do Estado, a Conferência tem como objetivo debater a construção de políticas públicas que visem à melhoria nos serviços de saúde. Para tanto, estão programadas palestras sobre a consolidação do SUS nos municípios, e financiamento adequado e suficiente para o Sistema Único de Saúde, b em como a aprovação do Relatório Final da Conferência e eleição dos delegados que participarão da 16ª Conferência Nacional, que acontecerá entre os dias 4 e 7 de agosto deste ano em Brasília.

Além do secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, participaram da mesa de abertura dos trabalhos, na manhã desta terça-feira, o secretário executivo do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), Jurandi Frutuoso; o secretário municipal de Saúde de Campo Grande, José Mauro; o presidente do Conselho Estadual de Saúde Florencio Garcia Escobar; Márcia Moraes, coordenadora do segmento dos Usuários do SUS; Edelma Peixoto, coordenadora do segmentos dos Gestores e Prestadores; Giane França Álvares, coordenadora do segmento dos Trabalhadores; vereador Dr. Lívio, de Campo Grande; deputado Antonio Vaz, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NARCOTRÁFICO
Condenado a 59 anos por narcotráfico, chefão do PCC em MS perde aviões e 22 carros
JUSTIÇA
Paciente deverá receber atendimento domiciliar pelo SUS
POLÍTICA
Reunião dos ministros de agricultura do Brics vai mostrar ao mundo a produção sustentável do país
POLÍTICA
Bolsonaro: aumento de queimadas na Amazônia pode ser ação criminosa