Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021
Faculdade columbia - Matrículas abertas 2021
SAÚDE

No Dia Mundial da Luta Contra a Aids

SES destaca importância da conscientização e prevenção da doença

01 dezembro 2020 - 09h15Por Portal MS

Nesta terça-feira (01) é celebrado o “Dia Mundial da Luta Contra a Aids”. A Secretaria de Estado de Saúde aproveita a data para conscientizar e alertar a população sobre as formas de combate ao HIV. Em Mato Grosso do Sul, existem 11.767 Pessoas Vivendo com HIV (PVHIV).

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, destacou que a prevenção é a melhor forma de combate à doença. “A AIDS é uma doença que não tem rosto, por isso, a prevenção é importante. O Brasil é referência mundial no tratamento da doença, com avanços significativos no aumento da qualidade de vida dos portadores do vírus”, disse.

Em Mato Grosso do Sul, em 2019, identificou-se 962 casos novos de HIV e 422 casos de AIDS, totalizando 1.384 PVHIV (Pessoas Vivendo com HIV). Destas, 957 (69%) eram do sexo masculino e 427 (31%) do sexo feminino. A série histórica da taxa de detecção por 100.000 habitantes, de 2008 a 2018, mostra um pequeno declínio, de 23,5 para 22,6 por 100.000 habitantes (0,3 casos por 100.000 hab.)

Em 2020, registrou-se um declínio das notificações, foram 591 casos novos de HIV e 267 casos novos de AIDS, totalizando 858 PVHIV (dados parciais até 27/11/2020 – Sinan), sendo 602 homens (70%) e 253 mulheres (30%).

A gerente-técnica do programa de DST/Aids e hepatites Virais da Secretaria de Saúde do Mato Grosso do Sul, Alessandra Salvatore, destacou a importância da detecção precoce da doença. “Os diagnósticos precoces, combinados ao tratamento oportuno com as medidas de prevenção e profilaxia, contribuem não só para reduzir a transmissão sexual e a transmissão vertical da doença, como também dão qualidade de vida ao portador do HIV/AIDS”, destacou.

Mato Grosso do Sul é a 7ª maior taxa de detecção de casos do País, com 24,2 casos por 100.000 habitantes. A taxa nacional é de 17,8 casos por 100.000 habitantes. A posição é resultado da distribuição dos testes de diagnóstico para os municípios. Em 2020, a SES distribuiu 77 mil testes.

A SES enviou neste ano 2,6 milhões de camisinhas a todas as unidades de saúde dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Os preservativos masculinos podem ser retirados em qualquer unidade de saúde, sem restrição de quantidade e sem a necessidade de identificação.

A AIDS é a manifestação sintomática do Vírus da Imunodeficiência Adquirida (HIV) e, portanto, só aparece quando ele não é controlado. O que ocorre é uma queda no sistema imunológico, que fica vulnerável a doenças oportunistas, como pneumonia e tuberculose.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
SAÚDE
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
SAÚDE
Número de casos de Covid-19 continua alto na maioria das cidades do Estado
NOTÍCIAS
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para obras inéditas