Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
Faculdade columbia
FRONTEIRA

Paraguai suspende aulas e eventos para evitar aumento do coronavírus

Em Pedro Juan, na fronteira com MS, até mesmo as celebrações na paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro fora, suspensas

11 março 2020 - 12h00Por Campo Grande News

O governo Paraguaio suspendeu por 15 dias as aulas e qualquer outro tipo de evento com aglomeração de pessoas, para evitar a disseminação do coronavírus, o Covid-19 por todo os país. A medida passa a valer a partir desta quarta-feira (11) e segue até o próximo dia 25 de março.

Em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, até mesmo as tradicionais celebrações na paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, foram proibidas.Tanto na cidade paraguaia quanto em Ponta Porã, não há casos suspeitos da doença. O decreto determina a suspensão das aulas e de eventos públicos ou privados, como práticas esportivas, reuniões religiosas e políticas, e também atividades em locais fechados, como shows, cinemas, teatros e convenções. 

Conforme o site ABC Color, o anúncio foi feito hoje pelo ministro da Saúde, Julio Mazzoleni , diante da confirmação de um segundo de coronavírus no Paraguai, o de um idoso, de 80 anos, que está internado em uma unidade de terapia intensiva. O paciente teve contato com dois médicos que, por sua vez, também estão internados com suspeita da doença. 

Os dois casos confirmados da doença no país, são de pacientes que chegaram ao Paraguai do Equador e da Argentina. Outras 24 pessoas estão com os sintomas do coronavírus e estão sendo monitoradas. Mazzoleni disse que não pode descartar que o vírus já esteja circulando no nível da comunidade. “São medidas drásticas que não possuem protocolo, porque é a primeira vez que serão tomadas. É uma medida da qual não temos experiência ”, disse o presidente Mario Abdo ao apresentar o plano.

Em MS – Até esta terça-feira (10), sete pessoas foram diagnosticadas com suspeita de terem contraído o coronavírus (COVID-19) no Estado, sendo um em Paranaíba, um em Dourados, um em Três Lagoas e quatro em Campo Grande. Ainda de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 30 notificações de casos suspeitos do coronavírus em Mato Grosso do Sul, sendo que 23 casos foram desconsiderados para COVID-19.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
BRASIL Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS
JUSTIÇA
Construtoras devem indenizar cliente por atraso na entrega de imóvel
COSTA RICA
Adolescente é apreendido com crack e cocaína pela Polícia Civil
POLÍTICA
Bolsonaro nomeia Kassio Nunes Marques como ministro do STF