Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020

Andrés batizaria estádio de Itaquera com o nome de Lula

Andrés batizaria estádio de Itaquera com o nome de Lula

07 dezembro 2011 - 15h30
IG


Andrés Sanchez deixa oficialmente a presidência do Corinthians no dia 15, mas até as eleições marcadas para fevereiro ele terá uma missão: encontrar um parceiro para pagar algo em torno R$ 400 milhões pelo direito de batizar o estádio do clube em Itaquera que abrirá a Copa de 2014. Enquanto negocia, ele brinca e vê que se não vendesse o nome do estádio o nome ideal para o “Fielzão” seria o do ex-presidente Lula, um dos viabilizadores da parceria entre clube e Odebrecht.

“Pela grande pessoa que ele é, por tudo que ele fez pelo país, por tudo que fez pelo corintiano e pelo torcedor número 1 que ele é”, disse Andrés, ao iG, na terça-feira, durante uma maratona de entrevistas num dos seus últimos compromissos como presidente do Corinthians antes de assumir o cargo de diretor de seleções da CBF.

Sanchez e o diretor de marketing, Luís Paulo Rosenberg, tentam negociar o nome do estádio com uma empresa que também pague para estampar sua marca no uniforme do time. O contrato com a Hypermarcas, que rende R$ 50 milhões por ano ao Corinthians, se encerra em março e Andrés quer que o próximo acordo chegue a R$ 60 milhões anuais.

Nesta entrevista, Sanchez fala da negociação do nome do estádio, do seu futuro na CBF e do momento político do clube antes das eleições em que tenta eleger seu sucessor, Mário Gobbi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEGURANÇA PÚBLICA
Apreensões de drogas batem recorde em Mato Grosso do Sul e ultrapassam 707 toneladas em 2020
POLÍCIA
Brasileiro e filha de 9 anos morreram em atentado na fronteira
Ele foi preso durante investigações do assassinato de Wescley em 2018
POLÍCIA
Bombeiros retomam buscas por menino de 8 anos que desapareceu em córrego
MEIO AMBIENTE
Governador Reinaldo Azambuja pleiteia FCO do Pantanal para recuperar prejuízos com queimadas