Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

Corinthians faz 6 após quatro anos, atropela o Táchira e fica entre os três melhores da primeira fase

19 abril 2012 - 08h04
Agência Estado

O Corinthians das vitórias simples sobrou nesta noite no Pacaembu. Com inspirada atuação ofensiva, o time fez 6 a 0 sobre o Táchira com seis jogadores diferentes, chegou aos 14 pontos no grupo e é o segundo melhor colocado na classificação geral da Libertadores atrás do Fluminense - pode ser superado nesta quinta-feira pelo Atlético Nacional caso os colombianos vençam a Universidad do Chile por dois gols.

Além de conquistar o objetivo, o Corinthians faz seis gols numa partida depois de quatro anos e quatro meses. Em fevereiro de 2008, o time fez 6 a 0 no Barras pela Copa do Brasil. Pela Libertadores, o time havia feito 6 a 0 na LDU, em 2000, e 8 a 2 no Cerro Porteño, em 1999.

No primeiro tempo, o eliminado Deportivo Táchira não chegou nem perto do gol de Júlio César. Já o Corinthians conseguiu estabelecer um bom ritmo de jogo no ataque, abrindo o placar com Danilo, que de cabeça fez o terceiro dele na Libertadores, e ampliando com Paulinho, que fez bela tabela com Liedson e completou para fazer o segundo.

Ainda aos 35 minutos, Rouga foi expulso e deixou as coisas ainda mais fáceis para o Corinthians. Na volta dos vestiários, Tite poupou Chicão, com desconforto muscular, e voltou com Weldinho - Ralf foi para a zaga e Edenílson ocupou o meio. Depois foi Danilo quem levou a mão à coxa e deu lugar a Douglas.

Com o rival totalmente entregue, o Corinthians fez o terceiro com Jorge Henrique, o quarto com Emerson e o quinto com Liedson, que bateu pênalti sofrido por Sheik, parou no goleiro e marcou no rebote - o mesmo Liedson ainda carimbou a trave momentos depois. No fim, ainda deu tempo de Liedson sofrer pênalti e desta vez Douglas bater para garantir o sexto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado