Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

16 julho 2012 - 14h50
Lance Net

Não é prioridade nem se trata de desespero, mas a busca por um zagueiro faz parte, sim, dos objetivos da diretoria do Corinthians até sexta-feira, quando fecha a janela de transferência internacional do exterior para o Brasil.

Com a saída do canhoto Leandro Castán, que atuava pelo lado esquerdo da defesa, a comissão técnica pediu os dirigentes que ficassem atentos ao mercado para que, em caso de surgimento de um bom negócio, não perdessem a chance.

– Nós sempre procuramos reforços, mas essa não é preocupação no momento. Nem nossa nem da comissão técnica – explicou o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves.

O problema é que, até agora, os jogadores que foram oferecidos ao Timão têm características parecidas com a de Paulo André e Wallace, destros, acostumados a atuar pelo lado direito.

Trata-se de Paulão, ex-Grêmio, que atua pelo Guangzhou Evergrande, da China. E também de Gil, ex-Cruzeiro que, desde o fim de 2010, atua pelo Valenciennes, da França. O primeiro tem o aval de Tite, que o conhece desde a época em que ele atuava pelo Tricolor gaúcho. Porém, destro, não é visto como prioridade.

Em relação a Gil, a chance de uma transferência não é novidade. No fim do ano passado, clube e zagueiro chegaram a negociar e definir valores de luvas e salário. Porém, na época, os franceses não aceitaram emprestar.

Caso feche a janela de transferência e não seja possível trazer um zagueiro do exterior, a diretoria do Corinthians ficará atenta ao mercado interno. Nesse caso, um nome é visto com bons olhos por Tite e sua comissão técnica. Trata-se de Manoel, do Atlético-PR, que esteve na mira dos paulistas no início do ano passado.

Tite fala sobre Paulo André x Wallace

Em meio à busca silenciosa da diretoria do Corinthians por mais um zagueiro, Paulo André segue como titular, ocupando a vaga deixada por Leandro Castán, que agora atuará pela Roma (ITA).

Para o técnico Tite, a vaga está preenchida, mas será necessário que o experiente camisa 35 consiga dar conta do recado ao lado de Chicão, repetindo o que fez durante o segundo turno do Brasileirão do ano passado quando, ao lado de Castán, manteve o alto nível e terminou com o título e também com a zaga menos vazada.

– É uma oportunidade inicial, ele é titular por enquanto. Caso ele não vá bem, é o Wallace que será o titular – afirmou o treinador, após a vitória sobre o Náutico, por 2 a 1.

Paulo André terá a sequência que tanto pediu. Algo que, na visão de Tite, é fundamental para qualquer jogador do elenco.

Também acredito que precisa de sequência, não só o Douglas. E também concordo que com uma sequencia vai dar melhor para analisar. Foi assim com o Wallace, e hoje fiquei muito feliz com o Weldinho. É assim que se trabalha – lembrou o técnico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 158
PMA autua empresa mato-grossense por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
ECONOMIA
China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas que faziam parte organização criminosa
NOTÍCIAS
Negada indenização a comprador de veículo que não comprovou defeito em motor