Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

MP pode impedir construção de pista de motocross para etapa do brasileiro

03 setembro 2012 - 00h00Por Fonte: CGNews
A realização da última etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, prevista para acontecer no próximo final de semana em Dourados está ameaçada. O Ministério Público Estadual (MP) poderá interditar a obra de construção da pista caso julgue procedente o pedido feito pelo presidente da Associação de Moradores do Parque dos Jequitibás, Altair de Souza Rosa.

O presidente da Associação protocolou na Promotoria de Justiça do Meio Ambiente na última segunda-feira uma representação endereçada ao promotor Ricardo Rotundo pedido ao Ministério Público “a imediata interdição” da obra de construção da pista no Motódromo Faé Bianchi, atrás do Estádio Douradão no bairro Parque dos Jequitibás.

Segundo Rosa, as obras de construção da pista infringem o TAC (Termo de Ajustamento de conduta), onde a Prefeitura de Dourados reconheceu em 2008 a impossibilidade de uso do local, suspendendo todas as atividades na praça esportiva. Até o momento a Prefeitura de Dourados ainda não obteve a licença para a construção da pista.

“Nestes dias que as máquinas da Prefeitura estão trabalhando intensamente para a reconstrução da pista, a poeira é insuportável. Somos obrigados a ficar trancados dentro de casa, nossas crianças e idosos sofrem com problemas respiratórios”, disse ao site Dourados News.

A 8ª etapa do Brasileiro de Motocross será realizada no Motódromo Rafael Bianchi, o “Faé”, em Dourados, Mato Grosso do Sul, nos dias 7, 8 e 9 de setembro. Os ingressos já estão sendo vendidos e são válidos por todos os dias das disputas. Os valores são de R$ 10 inteira e R$ 5 a meia-entrada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Novo defensor público-geral assume e pede investimentos para DPU
CAMPO GRANDE
Polícia Militar intensifica prisões por tráfico
PROCESSO SELETIVO
Divulgada a classificação final do Programa de Residência Judicial
SAÚDE
Vacinação contra a covid-19 já teve início em quase todo o país