Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

Esta é a sétima morte registrada em Mato Grosso do Sul de pacientes diagnosticados com H1N1.

02 agosto 2012 - 17h50
Campograndenews

Internada desde o dia 6 de julho, no Hospital Adventista do Pênfigo, em Campo Grande, Adriana Camilo Cintra, de 28 anos, morreu de gripe suína na madrugada de hoje. Esta é a sétima morte registrada em Mato Grosso do Sul de pacientes diagnosticados com H1N1.

Ela foi transferida do Hospital Elmiria Silvério Barbosa de Sidrolândia para a Capital em estado grave, com sintomas da doença. Os primeiros exames de H1N1 deram negativos, mas o quadro clínico dela piorou. Em novos exames, foi comprovado o vírus.

Adriana deixou o marido e um filho de 10 anos. Ela trabalhava em um escritório de contabilidades em Sidrolândia e fazia parte da equipe de futebol feminino da cidade.

O velório acontece na capela mortuária da Pax Bom Jesus Central, em Sidrolândia, e o sepultamento será às 17h, no cemitério São Sebastião.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado
TRÂNSITO
DPVAT: Seguro obrigatório não será cobrado em 2021