Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020

Nadadores de MS disputam torneio no RJ

Nadadores de MS disputam torneio no RJ

13 dezembro 2011 - 16h00
Correio do Estado


Leonardo de Deus e Lucas Kanieski são as principais esperanças de Mato Grosso do Sul na disputa do Campeonato Brasileiro Sênior – 20 anos e o Torneio Open, competições que serão disputadas no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, entre amanhã e domingo.
O campo-grandense Léo de Deus, que compete pelo Flamengo, disputará sua primeira competição oficial após a conquista da medalha de ouro nos 200 m borboleta e prata no revezamento 4x200 m livre nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro, e demonstrou muita ansiedade para a competição.

“Depois do Pan tive duas semanas de férias e voltei treinando muito forte. Neste fim de semana descansei um pouco para não chegar cansado e tentar ser o máximo competitivo para ajudar meu clube no campeonato”, disse o nadador.

No Rio de Janeiro, Leo de Deus vai nadar os 100 m e 200 m costas e borboleta, além de integrar os revezamentos 4x100 m medley e 4x200 m livre. A competição é válida como seletiva para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, mas o campo-grandense já conta com os índices desde o Mundial de Xangai, realizado em julho.

O douradense Lucas Kanieski, que conquistou a prata no revezamento 4x200 m livre, vai representar o Minas Tênis em busca do índice olímpico nos 1.500 m, 800 m, 400 m e revezamento 4 x 200 m livre.

O Open será a última competição da temporada. Em 2012, já está definida a participação da dupla de Mato Grosso do Sul no Campeonato Sul-Americano, em Belém (PA), de 11 a 25 de março, e no Troféu Maria Lenk, de 30 de abril a 6 de maio, no Rio. Estas competições servirão como preparativos para os Jogos de Londres.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em dezembro recebem hoje crédito do FGTS
TEMPO
Mudança de estação aumenta áreas de instabilidade em Mato Grosso do Sul
TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
INTERNACIONAL
TikTok move processo para tentar reverter banimento nos EUA