Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

Neto rebate críticas de Valdivia

10 agosto 2012 - 16h50
Band


Neto rebateu nesta quinta-feira as críticas feitas por Valdivia. Em entrevista à Bradesco Esportes FM, o comentarista da Band disse que o meia chileno tem o direito de falar o que quiser, mas manteve as críticas feitas no programa "Os Donos da Bola".

“Não fui só eu que critiquei ele. O palmeirense pensa assim, a imprensa toda pensa assim. Não posso me preocupar com isso. Ele tem o direito de falar. Mas nunca falei que ele é mau caráter. E para falar que eu sou mau caráter, tem que provar. Para falar isso, ele precisa me conhecer.”

A discussão entre os dois começou na quarta, quando Neto repercutiu uma matéria do jornal Marca durante o programa Os Donos da Bola. No comentário, Neto afirmou que Valdivia estaria fazendo corpo mole para não entrar em campo pelo Palmeiras.

O meia chileno não gostou da declaração e divulgou uma carta aberta com duras críticas ao comentarista da Band. Nela, diz que Neto está inventando histórias e que é uma pessoa sem caráter.

Ao saber das críticas, o ex-jogador aproveitou para atacar o palmeirense. “Se for falar tudo o que a gente sabe...Repercuti o que o Marca escreveu. Li a carta dele. Não vou falar das coisas do Valdivia fora do campo. Sei muita coisa dele, mas não cabe a mim falar. Os números dizem por si só. Ele não fez 52% dos jogos do Palmeiras. Jogou muito pouco nesta temporada.”

“O Palmeiras, quando mais precisou dele na Copa do Brasil, ele foi expulso. O Valdivia é um grande jogador, mas o custo benefício é muito pouco para o clube. Custa R$ 6 milhões por ano”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado