Menu
Busca sexta, 17 de janeiro de 2020
ESPORTES

Pugilista de MS luta neste sábado no Batalha Boxe em São Paulo

06 setembro 2019 - 09h15Por Dourados News

Wellington Deleon Costa, o “Mexicano”, atleta de Campo Grande, estará neste sábado, dia 07 de setembro, na quadra dos Gaviões da Fiel, em São Paulo. O pugilista, radicado em Guarulhos, fará o 12º combate da programação do Batalha Boxe Profissional, diante do paulista Paulo Tebar Bastos, o “Sniper”, pela categoria Super Meio Médio, em uma das quatro lutas previstas dentro do card principal profissional, com seis rounds.

Aos 32 anos, “Mexicano” fez carreira amadora e hoje é atleta do boxe pró, vindo da escola Coliseu Boxe Center, de Guarulhos (SP), com cartel de 1 vitória, 3 derrotas e 2 empates. Seu adversário, “Sniper”, é um atleta de renome no kick boxing, que disputará sua terceira luta no boxe pró, estando invicto, com duas vitórias até agora.

Em sua segunda edição, o Batalha Boxe Profissional, com início às 18h, terá um total de 17 lutas, sendo duas amadoras, abrindo o card, e 15 profissionais. No ringue, atletas de dez estados - São Paulo, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O Batalha Boxe Profissional é uma parceria entre a Cruel Fight, o Batalha MMA - que tem como responsável o promotor Ivan Albuquerque - e o Departamento de Esportes da Gaviões da Fiel, com supervisão do Conselho Nacional de Boxe (CNB). O matchmaker é Mike Miranda Jr.

O espaço terá, também, música, iluminação especial e telão, como já se tornou atração nos eventos da Cruel Fight. O DJ Gavião comandará o som e haverá um grupo de samba ao final das lutas. Os ingressos custam R$ 5,00 e já estão sendo vendidos na quadra dos Gaviões e na academia Thaiunit.

Nove categorias - Os combates serão em nove categorias: Super Leve, Super Meio Médio, Super Galo, Meio Médio, Médio, Super Pena, Cruzador, Meio Pesado e Pesado. O programa terá duas lutas do card amador, com três rounds, nove do preliminar profissional, com quatro rounds, e mais quatro do principal profissional (seis rounds).

O evento termina com duas Super Lutas Profissionais: o capixaba Alexssandro Cardoso “PIT” contra o santista Diogo da Conceição, o “Dhalsim”, com seis rounds, na categoria Peso Pesado, e Eduardo Reis, “La Dinamita”, de Osasco (SP) diante de Daniel “Sem Massagem” Santos, também da Baixada Santista, com oito rounds, na Super Leve.

O Batalha Boxe Profissional chega a sua segunda edição mostrando crescimento e se consolidando no calendário nacional. A estreia do evento, realizada no bairro da Mooca, também em São Paulo (SP), foi dia 9 de março deste ano, com sete lutas.  

Cruel Fight traz conceito inovador para o boxe - A Cruel Fight é comandada pelo boxeador Fernando Cruel, bicampeão brasileiro de boxe profissional, considerado um dos principais pugilistas da atual geração no Brasil, e o empresário Marcelo Jabur, que usa sua experiência em organização de eventos de entretenimento e corporativos para trazer glamour ao esporte. Uma promotora com ideias inovadoras, que quer ajudar, com diferentes eventos e atividades, a mudar a realidade atual da modalidade no País. O objetivo é tornar o esporte mais atrativo para quem pratica e para quem acompanha, resgatando a história vitoriosa do boxe brasileiro, os grandes momentos do passado, no Brasil e fora dele, agora com uma pegada moderna. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
SAD divulga abertura de inscrições para 145 cursos on-line para servidores
POLÍTICA
Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim
REGIÃO
Presa pela polícia, mulher cultivava maconha no próprio quintal
GERAL
PMMS realiza Solenidade para Passagem de Comando de Diretoria de Inteligência