Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Rogério diz que só conseguirá jogar depois do fim da Copa do Brasil

Rogério diz que só conseguirá jogar depois do fim da Copa do Brasil

30 maio 2012 - 17h02
Folha.com

O goleiro Rogério Ceni, que se recupera de uma cirurgia no ligamento do ombro direito, disse na noite desta terça-feira que se vê fora de uma eventual participação do São Paulo na final da Copa do Brasil. O torneio deve acabar no dia 11 de julho.

Em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), onde o goleiro foi ministrar uma palestra, Rogério disse que gosta de trabalhar com metas curtas e que o objetivo de sua carreira agora é voltar a jogar.

"Isso foi a imprensa que disse [que poderia voltar para uma eventual final]. Eu não tenho pretensões de retornar já na final, porque o tempo é curto para pegar ritmo de jogo", afirmou. O clube disputa a semifinal do torneio contra o Coritiba.

A previsão que ele faz é de voltar a jogar num período de até 60 dias. Nesta terça, o goleiro iniciou uma nova fase de sua recuperação da cirurgia, realizada em janeiro. Ele foi a campo com os outros goleiros do São Paulo e fez um trabalho de readaptação dos movimentos de jogo.

Rogério ainda falou sobre a seleção brasileira, e disse que é bom o Brasil não jogar as eliminatórias, porque as partidas desgastam demais os jogadores, que em sua maioria moram na Europa.

Disse ainda que, após encerrar a carreira, espera estar sempre próximo do São Paulo, mas descarta a presidência do clube. "Hoje, vejo muita gente mais preparada que eu para assumir a presidência", disse.

O goleiro está em Ribeirão para uma palestra motivacional a alunos do Uniseb/COC e público pagante --a participação custava R$ 80 por pessoa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 158
PMA autua empresa mato-grossense por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
ECONOMIA
China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas que faziam parte organização criminosa
NOTÍCIAS
Negada indenização a comprador de veículo que não comprovou defeito em motor