Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020

80% dos abusos sexuais acontecem dentro de casa

26 julho 2011 - 10h22Por Fonte: Assessoria
De acordo com a Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência (Abrapia), mais de 80% dos abusos sexuais cometidos contra crianças e adolescentes acontecem dentro da casa da própria vítima. Pior: mais de 50% dos casos denunciados têm como autor do abuso o pai do adolescente ou seu padrasto, e em algumas das vezes, os próprios familiares são coniventes com a situação. O que leva um familiar a cometer esse ato tão desumano?

Para a psicóloga do SEST SENAT, Cláudia Marcondes, é difícil definir o que leva um pai, ou qualquer outro parente, a cometer um ato sexual com um menor de sua própria família. "Todos os casos devem ser estudados, porque cada caso tem sua complexidade, e não há como generalizar, e chegar a uma só conclusão." afirma.

Cláudia informa que a melhor forma de prevenção, é a conversa e proximidades dos pais para com seus filhos. "Os pais devem orientar seus filhos, sobre os cuidados que eles devem ter e dar abertura para que contem o que acontece no seu dia a dia, para que quando passem por qualquer situação estranha, não tenham medo e nem vergonha de contar".


Exploração Sexual

De acordo com o SOS Criança, no período de 1º de janeiro a 30 de junho de 2011, foram recebidas 75 denúncias que foram encaminhadas a DEPCA para investigação. Destas denúncias, constatou-se que 80% são de exploração sexual.


Projeto “Dica na Estrada”

O projeto Direito das Crianças e Adolescentes na Estrada - Dica na Estrada, tem como meta preparar pelo menos 39 voluntários para a multiplicação da campanha nas cidades escolhidas, além de atingir cerca de 20 mil pessoas com a soma de todas as ações previstas. As atividades terão duração até maio de 2012 e custo estimado em R$ 200 mil, pagos pela Petrobras, por meio do programa Desenvolvimento e Cidadania.

Durante esse período, a proposta é de que as orientações dadas aos chamados Agentes de Transformação Social (ATS) sejam disseminadas para outras 3.900 pessoas nos municípios, por meio de reuniões com grupos de risco, pais, voluntários e/ou profissionais ligados aos Conselhos Tutelares e aos Conselhos de Referência e Assistência Social (Cras).

O trabalho de conscientização dos trabalhadores em Transporte será reforçado em 16 municípios onde há maior presença de profissionais como caminhoneiros, taxistas, mototaxistas e condutores de transporte escolar e de emergência, assim como um maior número de denúncias de abuso contra menores. É o caso de cidades como Porto Murtinho, Ponta Porã, Coxim e Corumbá.

Em todas as abordagens previstas no projeto será dada orientação sobre como evitar e denunciar a exploração de menores. Além da distribuição de material educativo, palestras, visitas e reuniões. O projeto prevê ainda a divulgação da campanha na mídia local, como forma de conscientizar toda a comunidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Veículos carregados com produtos ilegais foram apreendidos pelo DOF durante a Operação Hórus
INTERNACIONAL
OMS: transmissão de vírus pelo ar pode se dar em procedimento médico
CRIME AMBIENTAL
Empresa de cerâmica é autuada em R$ 5 mil por extração ilegal de argila, interdita local de exploração e apreende retroescavadeira
PONTA PORÃ
Veículo com mais de 270 quilos de maconha foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus