Menu
Busca sábado, 06 de março de 2021

Agricultura Familiar emprega mais de 97,4 mil pessoas no MS

12 novembro 2011 - 14h18Por MS Já
Com 600 mil hectares de cana-de-açúcar plantados no Estado, Mato Grosso do Sul vem melhorando sua posição no cenário econômico nacional. Do mesmo modo a área plantada de milho também é destaque, tendo um aumento de 28% na área plantada. Aumento também na área plantada de soja, que ocupará 2,2 mil hectares. O Estado é também o terceiro produtor de gado do país, atrás de Minas Gerais e do primeiro colocado, Mato Grosso.

Porém, nem sé dessas quatro atividades vive a agropecuária do Estado. No Mato Grosso do Sul, segundo o Censo Agropecuário 2006, do IBGE, o número de estabelecimentos da agricultura familiar é de 41.104, o que corresponde a 63% dos imóveis rurais do Estado.

Esses estabelecimentos são responsáveis por 46% do pessoal ocupado no meio rural (97.431 pessoas) e 14% do Valor Bruto da Produção Agropecuária do Estado. A agricultura familiar sul mato-grossense responde por 77% de mandioca, 56% da produção de feijão, 68% do café, 56% da produção de leite que as famílias consomem diariamente.

Essa força da agricultura familiar reflete uma tendência nacional. No Brasil, a agricultura familiar conta com mais de 4,3 milhões de unidades produtivas, o que corresponde a 84% do número de estabelecimentos rurais do país. Este segmento produtivo responde por 10% do Produto Interno Bruto (PIB), 38% do Valor Bruto da Produção Agropecuária e 74,4% da ocupação de pessoal no meio rural (12,3 milhões de pessoas).

Tem ajudado

Uma medida que tem auxiliado os agricultores familiares é a Lei que determina que o Poder Público compre pelo 30% do que distribui aos alunos das escolas que mantém. Cada agricultor familiar pode vender por mês, até R$ 750 para as prefeituras em produtos da agricultura familiar.

O Governo Federal se atentou para o fato e na última semana liberou mais R$ 180 milhões para ações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Deste montante, R$ 70 milhões são destinados para operações de investimento e R$ 110 milhões para operações de custeio. Os recursos estão disponíveis nas instituições financeiras que operam com o Pronaf desde 1º de julho.

Dados nacionais mostram que mais de 70% do que o brasileiro consome sai da Agricultura Familiar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Trabalho da SES possibilita habilitação de 115 leitos de UTI-Covid em MS
SAÚDE
Covid-19: Moderna confirma 13 milhões de doses da vacina para o Brasil
SEGURANÇA PÚBLICA
Garras inaugura Centro de Treinamento Tático e comemora 30 anos de história
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta nesta sexta-feira, acompanhando exterior