Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020

Alimentos sobem menos e arrefecem inflação pelo IPC-S

16 setembro 2011 - 14h50
Alimentos sobem menos e arrefecem inflação pelo IPC-S

Reuters

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou na segunda leitura do mês, devido sobretudo a uma menor pressão de alimentos.

O indicador subiu 0,69 por cento na segunda prévia de setembro, ante 0,74 por cento na primeira, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Os custos do grupo Alimentação aumentaram 1,39 por cento agora, contra 1,76 por cento antes. O arrefecimento deveu-se principalmente à menor alta das frutas.

Apenas mais um grupo entre os sete pesquisados teve desaceleração da alta: os preços de Educação, leitura e recreação avançaram 0,23 por cento agora, contra 0,25 por cento no dado anterior.

As maiores altas individuais de preços foram de limão, leite longa vida, aluguel residencial, mamão papaia e pimentão. As principais quedas foram de alho, batata-inglesa, cebola, sardinha fresca e pescada-branca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Agentes prisionais tiveram saúde mental abalada na pandemia
Pesquisa mostra que tensão entre os presos é um dos motivos
SAÚDE
MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
TRÊS LAGOAS
Polícia Militar Ambiental captura jiboia em condomínio
NOTÍCIAS
Paraguai prevê reabertura de lojas da fronteira em setembro
Ministro de Relações Exteriores diz que conversa está avançada com governo brasileiro