Menu
Busca sexta, 27 de novembro de 2020

ALL investe R$20 milhões na malha ferroviária do MS

ALL investe R$20 milhões na malha ferroviária do MS

28 novembro 2011 - 10h32Por Assessoria
A América Latina Logística - ALL está investindo R$20 milhões no Estado de MatoGrosso do Sul, destinados exclusivamente à manutenção de via permanente. Oobjetivo é garantir o aumento da produtividade e da segurança nacirculação de trens. Somente no mês de dezembro, a empresa fará a troca de 4 mil dormentes na linha férrea do Estado. Também será realizado o nivelamento da via, correção de bitola (distância entre um trilho e outro) e a solda nas emendas dos trilhos.

A Unidade de Produção de Mato Grosso do Sul (UP-MS) da ALL investe, com mão de obra e material, cerca deR$ 2,5 milhões por ano. Esses recursos são usados para trocar média de 350 dormentes por dia, de acordo com novo gerente da ALL no MS, Sinue Brondi, que assumiu recentemente o controle das operações no Estado. “O desafio é ampliar a movimentação de cargas com foco na segurança e na produtividade da operação”,aponta Brondi.

O coordenador da via permanente da UP-MS (em Campo Grande), Rafael Vitorete Milanez, explica que para cada trecho da malha do Estado, há um supervisor que faz rondas semanalmente com auto de linha ou trem, observando os trilhos. “A cada 100 quilômetros existe um ou dois rondantes que fazem uma inspeção na malha férrea. Eles são os nossos olhos na linha”, afirma Milanez. Segundo ele, todas as informações são inseridas no Sistema de Informação da Via (SIV), que gera um relatório minucioso da situação de cada trecho.

ALL no MS – A malha férrea no Estado de Mato Grosso do Sul é dividida em 13 trechos e compreende 900Km de Três Lagoas à Corumbá. Em MS, a empresa atua no transporte de celulose, cimento e minério, além de combustíveis e produtos siderúrgicos vindos de São Paulo.

Perfil ALL - Maior empresa independente de serviços de logística da América Latina e maior companhia ferroviária do Brasil, a ALL – América Latina Logística possui uma malha de 21.300 mil quilômetros de extensão, que abrange os Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no Brasil, e nas regiões de Paso de los Libres, Buenos Aires e Mendoza, na Argentina. Opera uma frota de 1.095 locomotivas, 31.650 mil vagões e conta com unidades localizadas em pontos estratégicos para embarque e desembarque de carga.

Fundada em 1997, com a concessão da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), para atuar na Malha Sul do país, vem ampliando sua atuação em um histórico sem precedentes de expansão e aquisições no setor de logística brasileiro. Em 1999, adquiriu as ferrovias argentinas MESO e Central e em 2001 integrou os ativos da operadora rodoviária Delara.Com a incorporação da Brasil Ferrovias em 2006, incluiuem suas operações o acesso ao porto de Santos passando a atuar nos maiores corredores de exportação de com modities e nas mais importantes regiões industriais do País.

Em dezembro de 2010 a ALL anunciou a criação da Brado Logística, em sociedade com a Standard Logística, para o transportede contêineres. Em julho de 2011, a companhia criou a Ritmo Logística, uma nova empresa no segmento de transporte rodoviário. Neste projeto, a unidade ALL Serviços Rodoviários foi segregada, fundindo-se coma Ouro Verde Logística. Esta companhia tem foco específico em serviços rodoviários. A ALL tem 65% da nova empresa e a Ouro Verde 35%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA NA FRONTEIRA
Corpos de três brasileiros e um paraguaio são encontrados com sinais de tortura na fronteira
NOTÍCIAS
Saiba como solicitar antecipação de julgamento e sustentação oral em sessões do TJMS
DETRAN-MS
Ponta Porã recebe sistema para pagamento de guias com cartões de débito
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 3,56 bilhões em outubro