Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

Alunos da rede estadual não pagam taxa de inscrição no vestibular da UFGD

Alunos da rede estadual não pagam taxa de inscrição no vestibular da UFGD

20 setembro 2011 - 09h53Por Assessoria
Semana passada foi firmado o convênio entre Governo do Estado e Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), para garantir que os alunos da rede estadual de ensino sejam isentos do pagamento da taxa de inscrição do Vestibular 2012 da UFGD. Estão isentos da taxa concluintes e aprovados da Rede Estadual de Ensino na 2ª etapa da Educação de Jovens e Adultos – na modalidade Ensino Médio e no 3º ano do Ensino Médio regular no ano de 2011 e, os matriculados e frequentes no 2º semestre de 2011 do Curso Estadual Preparatório para o Vestibular (CEPV).

Essa é uma oportunidade para os alunos de escolas públicas que, além de não pagar a taxa, ainda têm cotas de 25% das vagas dos cursos oferecidas pela universidade.

A cota é uma das políticas da UFGD que visa garantir o acesso à universidade àqueles estudantes que cursaram, com aprovação, todo o ensino médio em escola pública, sendo vedada a participação nas cotas do candidato que tenha estudado o ensino médio em escola particular, mesmo que com bolsa de estudos integral ou ainda, o candidato que tenha concluído curso superior.

Assim, alunos de famílias de baixa renda têm mais chances de entrar na universidade, concluir os estudos, e mudar sua condição de vida.

A UFGD está oferecendo, nesta edição do vestibular, 1.465 vagas para os 27 cursos de graduação da instituição (para ver a lista de cursos da universidade, acesse o edital do vestibular [clicando aqui](http://www.ufgd.edu.br/vestibular/processo-seletivo-vestibular-2012/editais/Edital_de_Abertura_PSV_2012_UFGD.pdf)).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PMA
Peixaria é autuada por comercializar pescado sem declaração de estoque
CAMPO GRANDE
Policiais Militares apreendem 119kg de maconha, pistola, munições e procurado pela Interpol
SAÚDE
Ministério vai buscar vacina de excelência, diz Pazuello no Congresso
CORONAVÍRUS
Acima dos 100 mil casos de Covid, SES volta a alertar sobre disparada de positivos