Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020

Kettryllen foi eleita rainha da Primavera no presídio de Campo Grande.

Garota diz que outras detentas a estimulam para o concurso estadual.

17 outubro 2011 - 14h50
G1 MS

Uma semana após ser coroada rainha da Primavera em um concurso de beleza no presídio feminino Irmã Irma Zorzi em Campo Grande, a detenta Kettryllen Oshiro de 19 anos, conta que o ambiente e a convivência com as outras detentas mudou. Agora a miss se prepara para o concurso estadual que deve acontecer em novembro.

“As meninas me empolgam muito, só me chamam de miss e eu estou muito ansiosa pelo concurso estadual. Não vejo a hora de chegar, eu quero 'arrasar' nos desfiles”.

Segundo a diretora do presídio, Dalma Fernandes de Oliveira, depois do concurso o comportamento das 299 internas que vivem em regime fechado, mudou. “Depois do dia do desfile o assunto entre as meninas só é esse. Todas comentam sobre o concurso e o ambiente ficou muito mais agradável”.

A jovem presa em fevereiro deste ano por tráfico de drogas, se prepara para representar a capital na etapa estadual do concurso. “Continuo fazendo bordado o dia todo, quero conseguir juntar um dinheiro para comprar cremes, maquiagens e acessórios. Tenho muito orgulho em representar minha cidade nesse concurso”.

Concorrência
As concorrentes de Kettryllen virão de outros sete presídios femininos do interior do estado. Segundo a diretora do presídio Irma Zorzi, o júri será formado por pessoas que não têm contato com as internas, “Os jurados não conhecem nenhuma das candidatas, vai ganhar a que for melhor entre as oito. Torcemos para que a Kettryllen represente bem nossa capital”, diz Dalma.

Durante o tempo que passa no presídio, a jovem conta que já teve a oportunidade de ver a foto de uma das concorrentes, mas prefere não conhecer nenhuma delas antes do desfile. “Eu vi a foto de uma, achei ela muito bonita. Eu acho melhor nem ver as minhas concorrentes, fico muito ansiosa”.

Futuro
O processo de Kettrylen ainda está em tramitação e a jovem não quis falar sobre o caso em que responde por tráfico de drogas. “Eu nunca mais quero ver prisão na minha vida, quero sair me ressocializar e se as oportunidades do mundo da moda aparecerem, eu vou abraçar com toda certeza”, completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Passageiros serão indenizados após falha em realocação da companhia aérea
SAÚDE
Covid-19: ocupação de leitos na rede privada cai para 57% em agosto
ECONOMIA
Dólar fecha em forte alta com incerteza fiscal no radar
FALSO FRETE
Polícia Civil recupera veículo roubado em Dourados