Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

Ary Rigo tem diploma cassado a pedido do TRE

24 novembro 2011 - 10h42Por Assessoria
O suplente de deputado estadual Ary Rigo foi condenado à perda do cargo, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a pedido da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de Mato Grosso do Sul. Segundo investigações, houve saque irregular de dinheiro da conta específica, cuja destinação o candidato não conseguiu comprovar. O montante chega a 27.400 reais.

Segundo a legislação, os gastos eleitorais devem ser feitos por cheque nominal ou transferência bancária. Ary Rigo não demonstrou o destino do dinheiro sacado sem essas formalidades, mas ao tentar provar que o utilizou para pagar cabos eleitorais, acabou juntando documentos que indicaram a utilização de recursos de terceiros para financiamento de sua campanha, o que não também não é permitido.

Na decisão, o TRE reafirmou a relevância das irregularidades denunciadas pela Procuradoria Eleitoral, entendendo que as falhas apresentadas na arrecadação e gastos dos recursos de campanha possuem relevância jurídica necessária à procedência da representação. Segundo o Tribunal, embora o valor não represente um percentual elevado do total gasto na campanha, o valor aplicado ilicitamente deve também ser considerado quanto aos seus efeitos nefastos no âmbito moral e na garantia de eleições limpas e seguras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário