Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021

Ary Rigo tem diploma cassado a pedido do TRE

24 novembro 2011 - 10h42Por Assessoria
O suplente de deputado estadual Ary Rigo foi condenado à perda do cargo, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a pedido da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de Mato Grosso do Sul. Segundo investigações, houve saque irregular de dinheiro da conta específica, cuja destinação o candidato não conseguiu comprovar. O montante chega a 27.400 reais.

Segundo a legislação, os gastos eleitorais devem ser feitos por cheque nominal ou transferência bancária. Ary Rigo não demonstrou o destino do dinheiro sacado sem essas formalidades, mas ao tentar provar que o utilizou para pagar cabos eleitorais, acabou juntando documentos que indicaram a utilização de recursos de terceiros para financiamento de sua campanha, o que não também não é permitido.

Na decisão, o TRE reafirmou a relevância das irregularidades denunciadas pela Procuradoria Eleitoral, entendendo que as falhas apresentadas na arrecadação e gastos dos recursos de campanha possuem relevância jurídica necessária à procedência da representação. Segundo o Tribunal, embora o valor não represente um percentual elevado do total gasto na campanha, o valor aplicado ilicitamente deve também ser considerado quanto aos seus efeitos nefastos no âmbito moral e na garantia de eleições limpas e seguras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
Espaços antes destinados aos homens, mulheres ocupam 36% do mercado de trabalho formal em MS
POLÍCIA
Autor se arrepende do crime e compra televisor novo para restituir à vítima
SAÚDE
Agência Brasil explica seus direitos no momento da vacinação
SAÚDE
Covid-19: mortes ultrapassam 265 mil e casos chegam a 11 milhões