Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

"Às vezes aparecem uns namorados", diz Marco Nanini a revista

28 outubro 2011 - 15h20
Folha

Capa da revista "Bravo", o ator Marco Nanini, 63, falou à revista que, quando está sem um namorado, não se sente sozinho.

"Às vezes, pintam umas namoradas, uns namorados... Namoradas, não. Namorados... Mas, se não pintam, sem problemas. Já vivi o que necessitava viver nessa seara."

Nanini também falou sobre sua relação com o trabalho e disse que seu envolvimento com os personagens fez com que ele começasse a fumar.

"Em 1984, protagonizei a montagem de Mão na Luva. Um dia, durante os ensaios, o Aderbal Freire-Filho, diretor da peça, sugeriu que meu personagem fumasse. De início, no palco, evitava cigarros e fumava somente cigarrilhas. Mas depois, perdi o controle. Traguei, substituí as cigarrilhas pelo cigarro, chutei o balde. No fim da temporada, já me considerava fumante. Hoje, consumo sete maços por semana, mais ou menos."

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Alto taxa de ocupação de leitos pede medidas restritivas contra Covid-19
HEMOSUL
Aumentar doações de sangue na pandemia é principal desafio no Dia Nacional do Doador
SAÚDE
Coronavírus continua em expansão no Estado, com mais de 900 casos confirmados em apenas 24 horas
ECONOMIA
Comitê define fator para ajuste de preços de medicamentos em 2021