Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020

Atlético-GO faz 4, derruba invencibilidade do Fla e ajuda Corinthians

18 agosto 2011 - 23h03Por Terra
A invencibilidade do Flamengo no Campeonato Brasileiro terminou depois de 17 jogos, e justamente em um momento de ausência de Ronaldinho. Em confronto realizado no Estádio do Engenhão na noite de ontem, o Atlético-GO surpreendeu o vice-líder da competição e, aproveitando o desfalque do pentacampeão mundial, aplicou uma convincente goleada por 4 a 1, e, na estreia de Hélio dos Anjos como comandante, embalou ao conquistar a segunda vitória seguida na elite do nacional. Pituca, Paulinho, Anselmo e Diogo Campos asseguraram o resultado; Jael descontou.

Surpreendido dentro de casa na noite desta quinta-feira e derrotado depois de 104 dias (o último revés havia sido para o Ceará, por 2 a 1, no Engenhão, no dia 5 de maio, pela Copa do Brasil), o Flamengo termina a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro estacionado com 34 pontos, três a menos em relação ao Corinthians, que venceu na quarta o Atlético-MG, de virada, por 3 a 2, e voltou a abrir vantagem na ponta. Em contrapartida, o Atlético-GO, mesmo com duas vitórias consecutivas, segue na metade abaixo da tabela, com 19 pontos, na 14ª posição.

Sem a presença do pentacampeão mundial, suspenso, o Atlético-GO aproveitou o desentrosamento defensivo do Flamengo para conquistar uma importante vitória no Estádio Engenhão. Pressionado por conta da vitória do Corinthians, o clube carioca entrou em campo com três zagueiros, promovendo a estreia de Alex Silva, que, visivelmente sem ritmo de jogo, permitiu aos atacantes atleticanos usufruírem de grande liberdade durante o confronto.

Assim, o Atlético-GO utilizou-se dos contra-ataques para conquistar a segunda vitória fora de casa no Brasileiro - vencera o Coritiba logo na estreia da competição. Logo aos 13min, depois de cruzamento para a área, Felipe saiu mal do gol, Alex Silva não conseguiu alcançar a bola e Pituca abriu o marcador, calando o torcedor carioca que compareceu ao confronto de rubro-negros.

Embalado pela abertura do placar logo no início do jogo, o Atlético-GO aproveitou as jogadas em velocidade para sacramentar a goleada no Rio de Janeiro. Ainda no primeiro tempo, aos 37min, Juninho aumentou. Na segunda etapa, Anselmo marcou o terceiro logo aos 6min. Meia-hora depois, Diogo Campos transformou o triunfo em goleada; a qual não foi abalada pelo tento anotado por Jael logo em seguida.

Derrotado e distante do líder Corinthians, o Flamengo terá uma difícil partida para se recuperar na competição. No domingo, às 16h (de Brasília), a equipe carioca encara o Internacional, no Beira-Rio. Já o embalado Atlético-GO, após bater Santos e a equipe de Vanderlei Luxemburgo, recebe o Grêmio na mesma data e horário, no Estádio Serra Dourada.

O jogo

Sem Ronaldinho Gaúcho e Renato Abreu suspensos, o Flamengo começou a partida com Deivid isolado na frente e Thiago Neves como encarregado de comandar as ações ofensivas da equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo. Aos 10min, o primeiro lance de perigo na área goiana. Júnior César cruzou da esquerda, Deivid cabeceou com força e Márcio fez boa defesa.

Aos 13min, entretanto, em seu primeiro ataque, o Atlético Goianiense marcou. Depois de cobrança de escanteio por Thiaguinho, Pituca se antecipou aos zagueiros e ao goleiro Felipe, que saiu mal, e cabeceou para o fundo das redes do goleiro Felipe.

O gol desnorteou o time carioca e animou o adversário que criou nova jogada de perigo aos 15min, com um chute de Thiaguinho que encobriu o travessão defendido por Felipe. Apesar dos gritos de Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo errava muitos passes e encontrava dificuldades para construir jogadas de perigo.

Aos 37min, o Atlético voltou a surpreender o time carioca. Ernandes descobriu Juninho na área, e o atacante bateu sem chances para o goleiro Felipe, marcando o segundo gol da equipe de Goiás.

Sem outra alternativa, o Flamengo partiu para o ataque na tentativa de descontar o prejuízo ainda no primeiro tempo. Aos 30min, Airton cruzou para a área e Deivid cabeceou por cima, desperdiçando uma boa oportunidade.

Aos 42min, o time dirigido por Hélio dos Anjos deu outro susto na torcida carioca quando Anselmo recebeu de costas para o gol, virou e bateu com perigo. Aos 44 foi a vez de Willians lançar Thiago Neves na corrida, contudo, o goleiro Márcio chegou primeiro do que o adversário e aliviou o perigo.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com uma modificação no esquema tático. O técnico Vanderlei Luxemburgo tirou o zagueiro estreante Alex Silva e colocou o atacante Jael para se juntar a Deivid na frente. E, logo no primeiro minuto, o ex-jogador da Portuguesa teve a chance de marcar; contudo, escorregou na hora de concluir um bom passe de Thiago Neves.

No minuto seguinte, Thiago Neves bateu falta, e Welinton desviou de cabeça para Márcio fazer uma grande defesa. Ofensivo, o Flamengo era só pressão em busca do primeiro gol; entretanto, acabou surpreendido outra vez aos 6min. Thiaguinho cobrou escanteio da esquerda e Anselmo subiu mais do que a zaga rival e do que o goleiro Felipe, que voltou a sair mal, para cabecear e marcar o terceiro gol.

O Flamengo continuava errando demais e o Atlético Goianiense perdeu a chance de marcar o quarto gol aos 11min, quando Anselmo invadiu a área e chutou para fora. Vanderlei fez outra tentativa de resolver os problemas ofensivos tirando o ineficiente Deivid para colocar Diego Maurício no ataque.

Aos 17min, o Flamengo desperdiçou uma grande chance de marcar. Thiago Neves cruzou, Anderson cortou com defeito e Jael, de bicicleta, mandou para fora. Sem muita inspiração o time carioca pressionava, enquanto o Atlético defendia sua vantagem e tentava pegar a defesa adversária desprevenida com lançamentos rápidos para Anselmo e Juninho.

Aos 29min, o Flamengo criou uma chance real para marcar, mas o chute de Diego Maurício acertou a trave direita. No rebote, Leonardo Moura chutou por cima.

Aos 36min, contudo, o time de Vanderlei Luxemburgo sofreu outro castigo. Anselmo fez ótima jogada individual e rolou para Diogo Campos marcar o quarto gol, decretando a goleada. O Flamengo ainda descontou com Jael aos 38min. Ainda antes do fim, Joilson, do Atlético-GO, recebeu o cartão vermelho do árbitro Luiz Flávio de Oliveira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
EDUCAÇÃO
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
ECONOMIA
Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
INTERNACIONAL
Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher