Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020

Bahia volta a adotar o horário de verão após oito anos

Bahia volta a adotar o horário de verão após oito anos

03 outubro 2011 - 10h36Por UOL
O governador da Bahia, Jaques Wagner, confirmou nesta segunda-feira (3) que o Estado vai adotar o horário de verão a partir do dia 16 de outubro. A medida atendeu a um pedido de empresários baianos, que alegaram que não acompanhar as regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste traria prejuízos ao Estado.

Com a decisão, anunciada durante entrevista na TV Itapoan, o Estado volta a adotar o horário que deixou de existir na Bahia em 2003, quando o então governador Paulo Souto alegou que a maioria da população seria contra a medida.

A partir da 0h do domingo (16), os relógios dos baianos devem ser adiantados em uma hora. O novo horário valerá até o dia 26 de fevereiro.

Segundo Wagner, a medida foi tomada após estudos, que nortearam tecnicamente a decisão. De acordo com ele, durante o horário de verão, o sol nasce entre 45 e 47 minutos mais cedo no Estado - o que derrubaria o argumento dos contrários de que, com a medida, os trabalhadores sairiam de casa com o céu ainda escuro.

Em carta, os empresários do Fórum Empresarial da Bahia alegaram que a não-adesão da Bahia ao horário resulta em perdas para a economia local, “uma vez que esta fica desconectada dos Estados que já aderem à iniciativa e que respondem por nada menos que 81% do PIB brasileiro.”

Na visão do Fórum, com a inclusão da Bahia, o Estado aproveita os “aspectos favoráveis” da medida, como maior claridade no fim da tarde para atividades de lazer. Outro ponto citado como benéfico é evitar a mudança de horários dos bancos, voos e programações das TVs, que seriam prejudiciais à rotina da população.

Um estudo apresentado pelos empresários aponta que, no dia 16 de julho, o sol nasceu às 5h57min; já no dia 16 de outubro deverá nascer às 5h08min, o que "desmistifica o principal argumento dos que são contrários", que é a ideia de que as pessoas vão sair ainda no escuro de casa para ir ao trabalho pela manhã.

O Fórum alega ainda que a medida não causa insegurança, já que apenas 27% das ocorrências policiais da região metropolitana de Salvador ocorrem das 16h às 20h.

Junto com o estudo, os empresários apresentaram um levantamento que ouviu 800 pessoas, onde aponta que 68% das pessoas associam o maior tempo de claridade com a disponibilidade para o lazer, enquanto 61% apontam como positivo o alinhamento do horário bancário com o dos principais centros financeiros do país.

Já outros 57% acreditam que a entrada da Bahia no horário de verão seria benéfica para o turismo, o esporte e ajuda a aumentar o emprego e a renda da população.

Mas a decisão não é unânime no Estado. Neste domingo (2), o Sindicato dos Rodoviários pediu para que o Estado não adotasse o horário de verão, já que muitos trabalhadores iniciam suas jornadas durante a madrugada e, com a mudança nos relógios, passaria a sair de casa ainda no escuro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Indevidos danos morais em acidente de trânsito sem prova da culpa
BONITO
Polícia Militar Ambiental de Bonito autua jovem de 23 anos por incêndio em madeira, raízes e galhadas de árvores derrubadas em sua propriedade
PEDRO GOMES
Polícia Militar Ambiental de Coxim autua empresa paulista em R$ 320 mil por desmatamento ilegal de vegetação em área protegida em sua fazenda
NOTÍCIAS
Julgamentos do 2º grau do Judiciário de MS crescem 7% em julho