Menu
Busca quinta, 21 de junho de 2018
(67) 9.9973-5413

Baixista do Ultraje processa Danilo Gentili por assédio moral

Baixista do Ultraje processa Danilo Gentili por assédio moral

08 agosto 2013 - 16h10
coluna TV Tudo



Rinaldo Oliveira Amaral, 45 anos, mais conhecido no meio musical como Mingau é autor de um processo onde acusa o apresentador Danilo Gentili do crime de assédio moral. Segundo o músico, o humorista o ridiculariza em rede nacional por causa de seu sobrepeso e este fato estaria somatizando um quadro de depressão psicótica.

Danilo Gentili se mostrou surpreso ao ser notificado judicialmente. O apresentador disse que “este cara me surpreendeu negativamente. Até ontem estava no meu camarim conversando na boa e agora me vem com uma dessa. Vai querer a indenização em que? Em coxinhas?”.

A direção do programa estuda a possibilidade de substituir o Ultraje a Rigor por outra banda também oitentista. Os mais cotados até o momento são os gaúchos do Engenheiros do Hawaii. Humberto Gessinger fez parte da alfabetização musical de Danilo Gentili e possui senso de humor ferino admirado pelo apresentador.

Assédio moral é a exposição dos trabalhadores a situações humilhantes e constrangedoras,repetitivas e prolongadas vezes durante a jornada de trabalho comprometendo sua identidade, dignidade e relações afetivas e sociais. O que notadamente é uma rotina do baixista durante as edições do talk show.

Não é a primeira vez que um apresentador é processado por assédio moral. Em 1996 o apresentador Faustão foi processado pelo câmera Ivalino Raiumundo da Silva, vulgo Gaúcho, que entrou com um pedido de indenização no valor de R$ 1 milhão por danos morais e materiais em função de ser chamado repetidas vezes de ‘corno’ durante os anos em que atuou no Domingão.

Mingau pede reparação material pelos danos psicológicos causados pelas piadas do apresentador e pelo fato de sua imagem ser usada indevidamente como atração do programa, uma vez que em seu registro profissional consta apenas a função de músico e não de humorista. Seu advogado pleiteia uma indenização de R$ 750 mil reais e um pedido formal de desculpas exibido durante o programa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATENÇÃO
Saque das cotas do PIS/Pasep começa na próxima segunda-feira
COPA DO MUNDO
Messi perde pênalti, Argentina para na defesa da Islândia e só empata
GERAL
Brasil é país mais preocupado com notícias falsas, diz estudo global
CIDADES
Jovem tem BMW incendiada enquanto dormia