Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Bancada decide as prioridades do estado que serão apresentadas ao PPA

Bancada decide as prioridades do estado que serão apresentadas ao PPA

10 novembro 2011 - 10h44Por Assessoria
Os parlamentares de bancada de Mato Grosso do Sul decidiram quais serão as emendas que vão apresentar ao Plano Plurianual (PPA) 2012-2015. Eles elencaram as cinco prioridades da bancada. As outras seis emendas serão apresentadas individualmente por cada parlamentar. Ficou acertado que os 11 deputados e senadores vão encaminhar as mesmas emendas individuais. O objetivo é viabilizar a aprovação das emendas no PPA.

Prioridades

A bancada vai apresentar emendas para a Ferroeste; a adequação da BR 163 (de Sonora à Divisa); para a BR 419; para a Saúde (especialmente para a Santa Casa e para equipamentos hospitalares); e para mobilidade urbana (que engloba obras de infraestrutura nas cidades e pavimentação asfáltica).

Entre as emendas individuais que serão repetidas por todos os parlamentares foram selecionadas: perenização de obras (pontes e estradas viscinais); rodovia Sul-Fronteira; vigilância sanitária; ampliação do aeroporto de Campo Grande; recuperação de áreas degradadas; e Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

O senador Antonio Russo ficou satisfeito com o resultado da reunião, pois entre as prioridades selecionadas pelos parlamentares foram contempladas as sugestões dele: saúde e vigilância sanitária.

Estavam presentes na reunião o senador Antonio Russo (PR), o senador Waldemir Moka (PMDB), o coordenador da bancada, deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e os deputados Reinaldo Azambuja (PSDB), Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Edson Giroto (PMDB).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 267
Polícia Militar intercepta e apreende duas caminhonetes que seriam utilizadas pelo crime organizado na região de fronteira
ECONOMIA
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
PONTA PORÃ
Polícia Civil prende mulher que forjou o sequestro do próprio neto
JUSTIÇA
Réus condenados no Tribunal do Júri têm recurso negado