Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020

Beneficio da Gelatina

15 setembro 2011 - 17h20
Beneficio da Gelatina

Divulgação:DN


Gelatina como ingrediente ou pronta para ingestão? A resposta certa é que a gelatina pode ser sobremesa e também suplemento e/ou complemento. Ela é uma proteína do colágeno. Costuma ser muito utilizada como gelificante na indústria alimentícia, é bastante conhecida como sobremesa, mas também pode fazer parte da alimentação diária de diversas outras maneiras.


Como ingrediente, uma das principais funções da gelatina é de gelificação, estando presente em iogurtes, mousses, etc, trazendo melhora na textura e deixando a preparação mais apetitosa. Como sobremesa, é uma alternativa bastante saudável, já que é leve e tem bastante água, hidratando o corpo e também trazendo uma sensação de saciedade. Porém, seu uso pode ir muito além dessas opções.


Um tipo especial de gelatina é chamado de colágeno hidrolisado. Ele pode ser usado de vários modos, trazendo ainda alguns benefícios para a saúde.


O colágeno hidrolisado puro é encontrado na forma de pó e cápsulas, além de já existirem versões de shakes protéicos, barras de proteína e produtos para esportistas com este ingrediente. Encontrado em lojas de produtos naturais, orgânicos ou farmácias de manipulação, ele pode ser consumido misturado a sucos, chás, leite, entre outros alimentos. Em sua composição há cerca de 90 a 95% de proteína, 1 a 2% de sais minerais e até 5% de água, sendo isento de gordura, colesterol e carboidratos.


Pesquisas mostram que, por volta dos 25 anos, o organismo começa a diminuir a produção de colágeno em contraposição à necessidade constante dessa importante molécula no processo de rejuvenescimento. Aos 50 anos, o corpo só produz em média 35% do colágeno necessário. Supõe-se que esta seja uma das principais causas do envelhecimento. Com a diminuição do colágeno, os músculos ficam flácidos, diminui a densidade dos ossos, as articulações e ligamentos perdem a elasticidade e a força.


O colágeno hidrolisado também ajuda na preservação da densidade óssea. Durante o envelhecimento há uma redução na taxa da síntese de colágeno, as fibras tornam-se frágeis, a rigidez aumenta e a força tensora muscular diminui. Seu uso regular desde cedo funciona como prevenção e já para as pessoas idosas o uso do colágeno hidrolisado auxilia na reposição.


Além de todos esses benefícios, também é possível observar melhorias estéticas, já que o colágeno pode atuar no fortalecimento de cabelos e unhas, e na promoção da hidratação da pele.


A sobremesa de gelatina em caixinha encontrada nos supermercados, por conter o ingrediente obtido de colágeno animal, pode atuar como um reforço durante períodos de convalescência e como sobremesa ideal para quem está de dieta.


A gelatina e o colágeno hidrolisado contêm nove dos dez aminoácidos essenciais, e apresentam o diferencial de estimular a produção de colágeno nas articulações.


Seu uso complementar em sucos e vitaminas ainda não é muito comum para o consumidor em geral, mas com a difusão e o conhecimento de suas propriedades, os hábitos alimentares podem ir se aperfeiçoando e o colágeno hidrolisado também poderá estar no dia-a-dia dos brasileiros e até mesmo enriquecendo alguns alimentos.


*Paula Luisa Cusinato Leitão, farmacêutica

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Governo MS investe mais de R$5,3 milhões em bolsas de estudo com foco no avanço da ciência e da tecnologia
EDUCAÇÃO
Resultado da segunda chamada do Prouni já está disponível
LEGISLATIVO
Deputados devem apreciar cinco propostas na primeira sessão do mês de agosto
CAMPO GRANDE
Polícia Civil apreende mais de 3 toneladas de maconha além de armas e munições