Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021

Cacique diz que espera que estudante seja punida por comentários racistas

18 abril 2012 - 18h28Por Midiamax
O cacique da Aldeia Urbana Marçal de Souza, Ênio Oliveira, que também é presidente do Conselho Comunitário de Segurança Urbano Indígena, disse que espera que a a estudante de Dourados que teria feito comentários racistas contra o grupo indígena de rap Bro MC’s seja punida na forma da lei.

“Espero que ela seja punida no rigor e na forma da lei. Isso é uma atrocidade com o nosso povo. Uma falta de respeito com o índio. Espero que o Ministério Público se deduqie nesta investigação”, apontou.

Para o cacique, essa reação da estudante demonstra como a sociedade branca perdeu o respeito pelo índio, pela cultura do povo.

A estudante se retratou durante a noite da segunda-feira (16) em sua página pessoal do Facebook. Entretanto, o Ministério Público Federal disse que continuará as investigações para saber se houve racismo no comentário. Caso seja comprado o crime, a estudante responderá pelo pronunciamento.

Racismo

A pena prevista para o crime de racismo é de um a três anos de reclusão. Quando é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, a pena passa a ser de dois a cinco anos de prisão e multa. A autora das mensagens e as pessoas que as reproduziram também poderão ser chamadas a depor e, em tese, responderão a ação penal por racismo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

APARECIDA DO TABOADO
Suspeito de tráfico de drogas e corrupção de menores é preso pela Polícia Civil
GERAL
Acidente de ônibus no Paraná deixa 19 mortos
Vítimas em estado grave foram levadas para hospital em Curitiba
AQUIDAUANA
Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva e prende suspeito por estupro de vulnerável
EDUCAÇÃO
Edital para adesão de universidade ao 1º Sisu de 2021 é publicado