Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020

Capital recebe o I Encontro Centro Oeste da Rede Unida

02 novembro 2011 - 22h17Por Assessoria
Campo Grande sedia nesta quinta e sexta-feiras, dias 3 e 4 de novembro, o Encontro Centro Oeste da Rede Unida. O evento, que acontece no anfiteatro do Bloco C da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), está sendo realizado pela primeira vez no Centro Oeste. A Rede Unida, que discute educação e saúde em todo o país, existe há 25 anos e, nos últimos 10 anos vêm promovendo encontros como este em todo o país.

A Rede reúne projetos, instituições e pessoas interessadas na mudança da formação dos profissionais de saúde e na consolidação de um sistema de saúde equitativo e eficaz com forte participação social. A principal ideia é uma proposta de parceria entre universidades, serviços de saúde e organizações comunitárias. “Não se trata de qualquer parceria: trata-se de uma modalidade de co-gestão do processo de trabalho colaborativo, em que os sócios compartilham poderes, saberes e recursos”, afirma o médico Alcindo Ferla, Doutor em Educação e atual coordenador da Rede Unida.

Por ser uma Associação de abrangência Nacional, a Rede Unida prima por estimular a produção de estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informação e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito às atividades de promoção da educação e da saúde em todo o País, bem como de proposição de novos modelos sócio-produtivos e de sistemas alternativos de produção que fortaleçam o campo da saúde a fim de garantir e ampliar a cidadania, os direitos humanos, a democracia e outros valores universais.

“Neste sentido, é tarefa prioritária da Rede Unida reafirmar o processo histórico de luta pela reforma sanitária e democratização da saúde a fim de fortalecer o SUS por meio de mudanças na formação profissional em saúde. Para tanto, é desafio da Rede induzir modelos de educação profissional interdisciplinares, multiprofissionais e que respeitem os princípios do controle social e do SUS. E, assim, promover tessituras entre educação, saúde e sociedade a partir da formação de trabalhadores críticos e reflexivos, capazes de realizar leituras de cenário, identificar problemas e propor soluções no cotidiano de sua prática profissional”, explica Ricardo Ceccim, sanitarista, Mestre em Educação e Doutor em Psicologia.

O evento
Congregando profissionais, estudantes e usuários da saúde, o evento contará com 12 oficinas temáticas, além de conferências proferidas pelo professor da Unicamp, Emerson Merhy, que abordará o tema “O agir como analisador do fazer. A diferença na repetição”, pelo professor da UFRGS, Ricardo Ceccim, com o painel “Rede Escola”, e oficinas de “Humanização e produção do cuidado”, “Políticas indutoras da formação”, dentre outras.

O evento - realizado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Fiocruz Pantanal, UCDB e Rede Unida - começa às 7h30 e as inscrições – gratuitas - podem ser feitas [aqui](http://www.ead.ufms.br/redeunida).

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Com ambiente 3D, Secretaria de Estado de Saúde realiza 4° Meeting Nacional de Farmácia Clínica
LOTERIA
Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio principal acumula em R$ 7 milhões
PANDEMIA
Covid-19: aumento no número de casos coloca 31 municípios em grau de risco no Prosseguir
ELEIÇÕES 2020
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno