Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

Carnes e frutas ficam mais caras e pressionam a inflação, indica FGV

23 agosto 2011 - 15h30Por Fonte: Matéria
Carnes e frutas ficam mais caras e pressionam a inflação, indica FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) voltou a subir na terceira prévia de agosto e chegou a 0,31%, o que representa um aumento de 0,14 ponto percentual sobre o resultado anterior, que 0,17%. Cinco dos sete grupos pesquisados tiveram aumentos, com destaque para alimentação, com alta de 0,55% ante 0,14%. Entre os itens que mais pressionaram a inflação estão as carnes bovinas (de 0,45% para 1,20%) e as frutas (de 2,83% para 5,70%).

A taxa do grupo habitação passou de 0,35% para 0,38%, sob a influência dos móveis, com varição de 1,02% ante 0,61%, e do aluguel residencial (de 0,81% para 0,76%). Em educação, leitura e recreação, o índice passou de uma queda de 0,04% para um aumento de 0,12%, com destaque para a passagem aérea (de -8,20% para –4,09%).

No grupo saúde e cuidados pessoais, a taxa alcançou 0,36% ante 0,34%, com o reajuste de produtos de higiene e cuidado pessoal (de 0,05% para 0,21%). Em transportes, o IPC-S teve ligeira elevação e ficou em 0,08% ante 0,07%, sob o efeito de nova correção de preço da gasolina (de 0,11% para 0,19%).

Já em despesas pessoais, o índice ficou menor do que na última apuração (de 0,08% para 0,04%), com a contribuição da ração para animais domésticos (de 0,41% para -1,06%). O único grupo a registrar queda foi vestuário (de -0,47% para -0,63%), com recuo, principalmente, dos preços dos calçados (de -0,62% para -0,97%).

Os cinco itens que mais ajudarem a elevar o IPC-S na terceira prévia do mês são: limão (de 50,10% para 84,43%), aluguel residencial (de 0,81% para 0,76%), leite do tipo longa vida (de 1,56% para 2,22%), plano e seguro saúde ( de 0,64% para 0,64%) e mamão da Amazônia (de 5,47% para 8,42%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Alto taxa de ocupação de leitos pede medidas restritivas contra Covid-19
HEMOSUL
Aumentar doações de sangue na pandemia é principal desafio no Dia Nacional do Doador
SAÚDE
Coronavírus continua em expansão no Estado, com mais de 900 casos confirmados em apenas 24 horas
ECONOMIA
Comitê define fator para ajuste de preços de medicamentos em 2021